Edição online semanal
 
Domingo 29 de Março de 2020  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

COVID – 19

20-03-2020 - Joaquim Jorge

Este vírus veio, de novo, mostrar o que há de pior na nossa sociedade. Uma correria para os supermercados e salve-se quem puder.

As autoridades sanitárias explicam, e bem, que há motivos de inquietação e necessidade de estar alerta, mas não há nenhuma razão para entrar em pânico. A histeria propaga-se muito mais depressa que o vírus, entre febris coberturas mediáticas, colapso dos mercados e medidas drásticas das autoridades.

Vamos ver onde nos conduz esta situação de stress colectivo, que verossimilmente será prolongada.

Nesta altura de infortúnio, em que está em causa a ordem social, há sempre um aumento da perversidade e vem ao de cima a essência do ser humano.

O esgotamento nervoso saca o pior de muitos cidadãos e desencadeia dinâmicas mesquinhas, linchamentos e boatos a partir de rumores e delírio colectivo.

Os ânimos estão amargurados pela presença do vírus.

O Covid – 19 vai limitar o nosso espaço de livre circulação. Ao fechar-se uma universidade ou uma escola tem que se exigir que as pessoas fiquem em casa e não possam ir para a praia ou o shopping.

Em França ao realizar-se o jogo da Liga dos Campeões à porta fechada não impediuum aglomerado de adeptos do PSG fora do Parque dos Príncipes igual ou maior à que estaria no estádio.

A disseminação deste vírus é algo novo e imprevisível, mas as tomadas de posição senão forem complementadas não têm efeito prático nenhum e devem ser rapidamente revistas e alteradas em tempo real.

O governo fechou todas as escolas, os alunos sem aulas acarretam que milhares de pais têm que ficar em casa sem ir trabalhar. O país vai parar e será um cenário brutal da alteração da normalidade.

O governo deve começar a pensar em racionar comida nos supermercados como o fez para a gasolina o ano passado.

Estou preocupado, terei cuidados redobrados com a minha higiene pessoal e no contacto com as pessoas, mas irei dentro dos possíveis, procurar ter uma vida normal.

Tem a palavra o governo com uma linha de acção eficaz antecipando e prevendo situações anómalas para haver paz social.

Biólogo, fundador do Matosinhos Independente

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome