Edição online semanal
 
Quinta-feira 6 de Agosto de 2020  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

E EU QUE JÁ PENSAVA QUE TINHA VISTO TUDO

21-02-2020 - Henrique Pratas

Quando eu pensava que já tinha visto tudo, o senhor secretário de estado do orçamento, no dia de ontem surpreendeu-me com as palavras que proferiu dizendo que no caso do orçamento apresentado par este ano, 2020, ser aprovado, os portugueses em 2021 vão ver e sentir a carga fiscal ser reduzida substancialmente.

Fiquei completamente indignado com esta atitude, porque entendo que não é assi que se tratam as pessoas, então para que os impostos sejam reduzidos drasticamente em 2021 é necessário que seja aprovado o orçamento para 2020 tal e qual como foi aprovado, isto parece uma conversa de garotos.

Isto fez-me recordar alguns pais que prometem aos filhos algo para se comportarem bem numa situação qualquer que depois lhe compram o que desejo. As crianças cumprem e quem lhes prometeu não cumpre com a sua promessa, conhecem certamente esta experiência.

Foi o que o senhor secretário do orçamento me fez lembrar ontem ao afirmar que com a aprovação do orçamento para 2020, tal e qual como foi aprovado, vão experimentar uma acentuada redução dos impostos no ano de 2021.

Isto se não fosse triste só dá para rir, costumamos dizer que quando um político fala verdade lhe cai um braço, ora como este ainda tem os dois, bem podemos por as barbas de molho.

Esta alocução foi proferida em pleno Parlamento, na discussão e aprovação na especialidade do Orçamento para 2020, quando se chega a este nível de falsas propostas e de mentiras antecipadas, não podemos acreditar em ninguém.

Já agora a propósito de uma outra matéria, construção de um Hospital, há cerca de 10 anos foi anunciada pomposamente a adjudicação de uma nova Unidade Hospitalar, passados 19 anos o referido Hospital continua por construir. Como é do vosso conhecimento os chineses construíram uma Unidade Hospitalar em 10 dias, face às necessidades decorrentes da pandemia que está a ocorrer no País e se necessário for constroem mais, no mesmo espaço de tempo.

O que se constata é que a velha Europa está a perder capacidades, agilidade, causados pela burocracia que criou face ao Oriente é por causa disto e de outros motivos que estes últimos possuem uma capacidade de decisão e de realização muito maior, é aqui que estamos a perder competitividade para os Países Orientais, lá as instituições funcionam, na Europa há muito que o processo de tomada de decisões se alongam indeterminadamente e tornam ineficazes as suas decisões e todos jogam com este facto.

Mas voltando há primeira parte do meu texto não se esqueçam que temos um secretário de estado do orçamento que prometeu que se o Orçamento para 2020, fosse aprovado nos termos em que foi proposto, todos os portugueses em 2021, vão ter um desagravamento de impostos nunca vistos.

Por favor não brinquem mais com isto e não façam de nós parvos………………..

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome