Edição online semanal
 
Quarta-feira 13 de Novembro de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

O Portugal do boi capado!

08-11-2019 - FranciscoPereira

Finalmente e em boa hora as instâncias oficiais que se dedicam a estas questões da biodiversidade decidiram favoravelmente a inclusão do Boi Capado Lusitano entre as espécies da reserva da biodiversidade do Mundo.

Espécie endémica do território conhecido como Portugal, este ungulado bípede, habita todos os ecossistemas desse país onde ocupa o lugar cimeiro da cadeia alimentar. Mamífero omnívoro da família dos primatas, a cornadura que exibe sugere uma espécie de cruzamento entre um macaco e uma vaca, cruzamento que terá ocorrido há cerca de 4 mil anos e tão bons resultados parece ter produzido, o Boi Capado Lusitano é uma espécie impar no Mundo.

Visitando Portugal, podemos observar o Boi Capado Lusitano em todos os lugares no seu meio ambiente natural, a beiça descaída, o olhar vítreo de bovino canhestro, faz-nos imediatamente reconhecer a espécie dominante do território nacional.

É um bicho manso, avesso ao cumprimento de regras, com uma capacidade extraordinária de encontrar buracos nas cercas para se esgueirar, gosta de andar tresmalhado à vara larga sem eira nem beira, gosta igualmente de partilhar até à exaustão as suas façanhas em redes sociais das quais se saliente o famoso Faiceboi, onde o Boi Capado Lusitano partilha fotografias, desde o clássico “pata na areia da praia” até aos cãezinhos e gatinhos com frases labregas, além de ser o local preferido para destilar o ódio mesquinho uma das características essenciais de qualquer Boi Capado Lusitano que se preze, o Faiceboi é local de eleição para dirimir todo o tipo de altercações, com comentários de uma confrangedora indigência intelectual.

Nas estradas, o Boi Capado Lusitano, comporta-se como a besta que é, por ano morrem às dezenas, marram uns contra os outros, marram sozinhos, podres de bêbados, a acelerar quem nem putas loucas corroídas pela sífilis, exímio a apresentar desculpas, o Boi Capado Lusitano tem sempre uma desculpa para tudo e raramente assume a culpa do que quer que seja das quotidianas asneiradas que comete.

O Boi Capado Lusitano, distingue-se pela capacidade de abusar de miúdos, de matar as fêmeas da espécie e de maltratar velhos, nisso são verdadeiros campeões, ultrapassando claramente qualquer outra espécie deste Mundo, deixando a milhas os segundos, basta ver os relatórios das forças policiais para percebermos que entre mortos na estrada, violência sobre mulheres, crianças e velhos, Portugal o paraíso do Boi Capado Lusitano será tudo menos o tal Éden seguro que os patranheiros do Governo querem criar.

Dotado de uma prodigiosa capacidade de ingestão de álcool e de comida, o Boi Capado Lusitano, dedica uma considerável fatia do seu tempo em actividades lúdicas que incluam encher a pança com muitas comezainas, com litradas de bebidas alcoólicas, é assim que sente feliz, a ruminar, a ouvir musiquinha mais ou menos patética, assim está feliz.

O Boi Capado Lusitano está em todas as instituições de Portugal, desde os governos, aos parlamentos e até aos municípios, nas universidades, nas escolas ou nos hospitais, poucos são os locais que não têm bois capados, bois mansos, de ombros encolhidos, beiça estendida e olhar bovino, aquele indisfarçável olhar de cretino apatetado que marca a espécie.

O sonho intimo do Boi Capado Lusitano é cair de cu dentro de um caixote com artefactos das Caldas daqueles de 5 litros, oh como seria a sublimação da sua existência de sodomita recalcado, o Boi Capado Lusitano adora ser sodomizado, mas em público tenta exibir pose de macho alfa, triste desempenho, como boa besta de canga, é a jungir carga que se sente bem, gosta que lhe pisem o cachaço, adora sentir as aguilhoadas do pampilho e como bom bovino obediente vai para o altar do sacrifício com a mor das bonomias, o Boi Capado Lusitano é o sonho de qualquer ditador.

Se passar junto a uma montra de uma loja ou por um espelho e vir um boi capado, não se espante, em Portugal eles estão por todo o lado!

Francisco Pereira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome