Edição online semanal
 
Sexta-feira 20 de Setembro de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

A GREVE

06-09-2019 - Francisco Pereira

A recente greve dos motoristas, foi um excelente meio de produção de prova para fazer perceber a realidade social deste pardieiro a que insistem chamar país, tenho portanto de agradecer ao PS, o facto de ter cabalmente demonstrado que vivemos num antro mal afamado e pior frequentado, sendo a classe política a mais vil e pulha manifestação do tipo de gentalha que por cá habita.

Começarei por agradecer ao PS, ao PCP e ao BE, por provarem, que aquilo que afirmo há vários anos, que Portugal não é uma Democracia nem um Estado de Direito, é verdade. Essa demonstração da prova já acontecera, timidamente é verdade, com anteriores greves de outras classes profissionais como os professores, os estivadores, os polícias ou os enfermeiros, mas agora com a perseguição concreta a um sindicato a prova é inatacável, ainda bem que são partidos alegadamente do esquerdalho que tomam estas atitudes estalinistas, porque se fossem os partidos da outra face da moeda da politiqueirice rafeira nacional, se fossem atitudes da Direita sacrista imagino a vozearia que não iria para aí, entre esganiçadas, camarados e outros patetas era rebaldaria certa.

Acaso dúvidas existissem sobre o miserabilismo desta Esquerda infecta, a questão com os motoristas foi a prova dos nove, ficando assim provado sem sobra de dúvida que em Portugal tudo é possível, assim queiram os senhores do poder, e que quando esses mesmos senhores se escudam na tão famigerada Lei para não mudar algo obsceno e vergonhoso como por exemplo as subvenções vitalícias isso é apenas falta de vontade, pois quando querem tudo se faz e tudo é possível nesta terra do faz de conta.

Umas quantas dúvidas que existiam antes deste infausto acontecimento grevista, que na realidade poucos transtornos causou, foram cabalmente esclarecidas, a saber;

Que papel desempenharam os meios de comunicação nesta comédia?

O papel esperado, os meios de comunicação foram uma espécie de papel higiénico, foram servindo para distribuir o cocó, acicatando o povaréu pateta contra os motoristas, fazendo o jogo do patronato e dos seus acólitos governeiros, horas de emissões televisivas sem um grama de intelecto, nada apenas chover no molhado.

O povo português esteve de parabéns por ser cívico?

O senhor Costa veio congratular-se por no seu dizer os portugueses serem um exemplo de civismo, durante a semana de greve dos motoristas. O senhor Costa deve estar seguramente a falar de qualquer outro povo, porque o agir e o falar dos portugueses fazendo apenas fé nas entrevistas que fui vendo e naquilo a que assisti nas bombas de gasolina, foi uma, mais uma demonstração, da miserável corja de indigentes intelectuais que habita este país, gentalha medíocre, patética, açambarcadores que se pudessem tinham levado combustível nos bolsos das calças, daí e bem o governo ter a dada altura ter limitado o abastecimento, porque se não o tivesse feito tinha sido o bom e o bonito com esta maralha cretina, uns tristes que continuam sem perceber porque e para que existe o direito à greve.

Para que servem os sindicatos afinal?

Os sindicatos, quando realmente independentes da máfia politiqueira mesmo quando vítimas do aproveitamento de personagens com poucos escrúpulos vão efectivamente defendo os interesses dos trabalhadores que representam, já que os sindicatos afectos às centrais sindicais de Portugal são umas tristes marionetas, uns “vendidos” cujas agendas estão mancomunadas com os comités e secretariados gerais dos partidos políticos que as dominam logo não representam quem dizem representar, obedecem à voz do dono, como mais uma vez se verificou nesta greve dos motoristas, em que os sindicatos afectos às ditas centrais sindicais fingiram resistir para o mais depressa possível irem beijar o rabo ao dono, Assim sendo e respondendo à questão inicial, as centrais sindicais de Portugal não servem para nada excepto para engordar alguns. E bem podem alguns imbecis da nossa praça, miseráveis biltres tentar manchar os sindicatos independentes, a realidade encarrega-se de os desmascarar e provar errados.

Os motoristas terão razão nas suas pretensões?

Sinceramente não terão razão em tudo, mas muito daquilo que ouvi dos motoristas em relação à fuga aos impostos, a trafulhice com as horas e com os recibos de ordenado, era prática comum nos 30 anos que o meu pai trabalhou como motorista de pesados de mercadorias, conheci bem essa realidade, que parece que só o Governo desconhece, recibos de ordenados “martelados”, onde vai sempre uma quantia inferior aquilo que o motorista realmente ganha, horas extraordinárias pagas com recurso a esquemas e nunca de acordo com as tabelas legais, ninguém me contou, eu vi essa realidade décadas a fio com o meu pai, vários empregadores, todos com os mesmos esquemas mafiosos, o mal é de quem precisa de pagar contas e tem filhos para dar de comer.

À laia de conclusão direi que muito haveria para discorrer sobre o tema, uma conclusa porém é inevitável, a Democracia sofreu um golpe rude, o tal Estado de direito ruiu por completo e não foi nenhum partido de laivos salazarentos que demoliu a Democracia, foram antes as machadadas vindas da tal Esquerda libertária e progressista que enche a boca com a Democracia e com a defesa dos rtabalhadores, afinal são hipócritas e ainda mais biltres que os reacionários da Direita, para terminar quero contar que fui elogiado na bomba de gasolina onde parava de dois em dois dias para meter combustível, metia o suficiente apenas para encher o depósito de acordo com os quilómetros feitos, ia e vinha da praia, e quando me vim embora meti 6 Euros para ficar com o depósito cheio, o funcionário da bomba disse a sorrir;

– O amigo está de parabéns, se fossem todos assim não tínhamos problema nenhum!

Como podem ver é fácil ir contornando as coisas e ser um factor de ajuda se formos educados e cívicos!

Francisco Pereira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome