Edição online semanal
 
Sexta-feira 20 de Setembro de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

AGORA É QUE VAI SER … OU NÃO!

07-06-2019 - José Janeiro

Os nossos queridos incompetentes e que sustentamos como se fossem nossos parentes, abriram a segunda fase da caça ao voto, ou deverei dizer a época dos unicórnios e do mundo da fantasia?

Com os níveis de casos escabrosos de corrupção e compadrio, no seu expoente máximo e com uma média semanal incrível, o PS pela milionésima vez, encheu o peito e declarou guerra á roda livre em que isto se transformou. Como nos recordamos já foi um caso de ADN, o tal combate á corrupção, já foi inúmeras vezes o “deixar a justiça fazer o seu trabalho”, já foi outras tantas a cartilha da consciência tranquila e que nunca é assim, outas ainda foram as não explicações e a fuga ao problema.

Mas eis que agora é que é a serio! Durante esta legislatura e durante as anteriores, chegou-se ao ponto de dizer que não que não havia corrupção e o problema varreu-se para debaixo do tapete. Nada se fez! A coisa ficou em roda livre, porque afinal não existia e era tudo uma ilusão. Agora descobriu-se que afinal está tudo minado e a partidocracia substitui a meritocracia na sociedade portuguesa com grande enfase, neste governo da geringonça.

Apesar dos inúmeros e constantes casos relatados e investigados a cartilha continua a ser a tónica dos envolvidos e a falta de vergonha a estratégia dos enredados nas teias que urdiram. Os ditames parolos dos que apelam a que não se julgue na praça pública os políticos envolvidos, levam as gentes a considerar que estamos perante uma sensação de impunidade porque passada a tempestade o esquecimento conveniente pelo tempo longo da justiça, leva a que nunca se dê o enfase necessário á possível condenação. E ficamos todos contentes com a capacidade das nossas polícias que depois se transformam em montanhas que pariram um rato… a sensação de impunidade continuará a ser a tónica na mente de todos nós.

A legislação sobre corrupção existe não é necessária outra, apenas se deve aplicar a lei e condenar quem por artimanhas procura atrasar e destabilizar a justiça com argumentos processuais pouco credíveis e pouco consonantes com a prática corrente.

Mas agora é que é! Os partidos elegem como temas importantes: o combate á corrupção e o planeta, tudo com contas certas! Iremos assistir em breve á guerra da composição das listas á AR, iremos assistir aos ataques entre todos sem qualquer proposta concreta, apenas fogo-de-vista, iremos assistir ao premiar da incompetência e iremos voltar a ter eleições com fraca participação e com as lagrimas de crocodilo habituais dos partidos a apelarem ao voto sabendo que tanto faz que os eleitores votem ou não porque isso será o menos importante pela estupidificação do método de Hondt que desvirtualiza o sistema.

Mas sim agora é que é! Mas já era nas eleições anteriores, mas a memoria das pessoas é curta, a literacia é insuficiente e o desprezo pelo bem-estar é substituído pelo sofaling e partilhas no facebook.

E como bem sabemos, apenas alguma coisa mudará se lhes formos “ao bolso”, ou seja, se lhes retirarmos o tapete e votarmos fora do sistema habitual, aí os partidos irão tremer e verificarão que o povo acordou!

Não agora também não é! Porque apenas não há interesse que seja, isto é apenas conversa eleitoral.

Até para a semana.

José Janeiro

 

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome