Edição online semanal
 
Sexta-feira 20 de Setembro de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Ai, os remédios do Diácono

03-05-2019 - Francisco Pereira

O Papa Francisco achou por bem, tentar combater o regabofe da pedofilia que toda a gente sabe reinar no seio da santíssima igreja. Assim num discurso proferido aquando do encerramento da cimeira de líderes católicos sob a temática dos abusos sexuais na Igreja, apresentou as principais linhas de orientação que no seu entender a Igreja Católica como um todo deverá seguir para lutar contra a pedofilia no seio eclesiástico, pois como sabiamente declarou o Papa”… um problema considerado tabu no passado, ou seja, todos sabiam da sua existência, mas ninguém falava nele”.

O “boneco” criado por Herman José a que deu o nome de Diácono Remédios é na minha humilde opinião o mais bem conseguido apanhado daquilo que somos, da sociedade que somos, que alguém jamais fez, já o disse várias vezes volto a repeti-lo a este propósito. O Diácono tem um pouco de Sam the Eagle dos Marretas, não sua procura por uma moralidade de fachada. Essa mesma moralidade hipócrita que parece encher as dioceses nacionais.

O Vaticano intimou, e bem, as Dioceses de toda a Igreja a criarem comissões que investiguem a questão dos abusos sexuais de menores no seio das suas congregações, não sei sinceramente o que pensar, poderá ser apenas uma manobra, uma ilusória maneira de fazer algo burocrático para que tudo fique na mesma, no entanto estou em crer que o Santo Padre que é uma pessoa de bem, teve um propósito completamente sério ao promover estas inovações.

Em Portugal, país do Diácono Remédios, as Dioceses de Lisboa e de Setúbal avançaram, inteligente e justamente, de imediato com a criação desse tipo de comissão para responder aos casos de abuso sexuais, infelizmente os Diácono Remédios hipócritas e falsos moralistas que infectam este país fizeram com que várias outras Dioceses declarassem não querer instituir esse tipo de comissões no seu seio, em mais uma clara demonstração do seu fraternal amor pelo Bem, pela Justiça, pelos fracos e oprimidos.

Dizer que estou espantado com a atitude de algumas dessas Dioceses, seria mentir, não me surpreenderam de todo, surpresa sinto um pouco, pelas poucas ou nenhumas reacções vindas dos leigos, vindas daqueles que são o rebanho da Igreja, tudo impávido e sereno na terrinha do “no pasa nada”, também não me espanta dada a corja de gente medíocre, imoral, mal formada e hipócrita que compõe o corpo desse rebanho de ovelhas negras, generalizo é verdade, perigosas são as generalizações, mas como não ouvi um só protesto, presumo que como diz o ditado “Quem cala, consente.”

Odeio hipócritas, logo detesto religiões, sistemas opressores das gentes que em bem da verdade ao Mundo trouxeram mais Mal do que Bem, ainda que não seja dispiciendo o Bem que fazem, muito há para dizer do Mal que deixam acontecer.

Portugal deste início de século XXI, revela-nos a pouca evolução que as “cabeças” nacionais tem experimentado desde o século XIX, a mais substancial mudança parece ser de ordem geográfica, dado que as grandes massas ignorantes da populaça semi analfabeta embrutecida por vícios centenares, já não está nas “berças” para lá dos montes, está agora nos subúrbios feios das grandes urbes costeiras nacionais, dado que mercê de movimentos populacionais sobejamente estudados e de fracassos políticos o Interior do país está em agonizante estertor de morte.

Muitos remédios terá o Diácono de administrar para algo neste país verdadeiramente mudar, até lá continuaremos nisto, ratos de sacristia, hipócritas e abusadores de menores!

---------------

P.S. – Já depois de ter entregue o presente artigo de opinião, fiquei a saber que Conferência Episcopal portuguesa pela voz do seu presidente Dom Manuel Clemente deu garantias esta quinta-feira dia 02 de Maio, em Fátima, que todas as dioceses vão criar instâncias para tratar dos casos dos abusos sexuais na Igreja.

Fico feliz com esta decisão, o facto de Dom Manuel Clemente ter de puxar dos seus galões eclesiásticos é a prova cabal de que o meu artigo de opinião é essencialmente verdade, dentro da Igreja há muita podridão e muita gente que deveria ser dela expulsa.

Provando ainda a pertinência e acuidade da opinião que expresso, fiquei igualmente a saber que 19 padres e académicos católicos persuadiram, através de uma carta publicada no site LifeSiteNews, os bispos a denunciarem o Papa Francisco como sendo um herege.

Francisco Pereira

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome