Edição online semanal
 
Domingo 18 de Agosto de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

ELEIÇÕES EUROPEIAS

03-05-2019 - Joaquim Jorge

A política em Portugal não tem interesse nenhum e é feita de uma forma estulta. As pessoas não ligam a nada e não querem saber.

Cada vez mais, há uma doença em Portugal que é “politicofobia”, os portugueses fogem a sete pés da política e têm uma péssima impressão de tudo que gira à sua volta. O horripilante são os políticos.

O sistema político português é uma salgalhada mistura-se eleições europeias, com eleições legislativas e eleições autárquicas. As eleições europeias que se vão realizar a 26 de Maio, a campanha eleitoral é de 12 dias, mas estamos em campanha há imenso tempo. Todavia o pior é que o governo e a oposição aproveitam este facto para falar de tudo e mais alguma coisa, mas muito pouco da Europa.

Era importante para o esclarecimento dos portugueses, o interminável Brexit e as consequências desse referendo acéfalo, o que acarretará para a Europa. As relações da Europa com os EUA, Trump transformou a política do seu país e quiçá do mundo. Chávez é o responsável da catástrofe venezuelana que está para se converter numa perigosa crise regional com consequências para Portugal via emigrantes e económica.

Outras questões não menos importantes: ameaça da independência dos bancos centrais em relação ao poder, o Banco de Portugal não pode estar sob a alçada de qualquer governo; as desigualdades económicas e as suas consequências na estabilidade política na Europa (a classe média portuguesa tem perdido poder de compra, os custos da saúde, educação e casa dispararam); a crescente automatização da economia afecta negativamente tanto as possibilidades de emprego como de salários.

O que se tem debatido é a o PS (Partido Socialista) se ter transformado em PF (Partido Família).

O PS parece um torrão-de-açúcar que se está a desfazer em pequenos bocadinhos de açúcar. As sondagens assim o indicam com a aproximação do PSD.

Os portugueses parece que não ligam a nada, mas não aceitam tudo.

A questão é que ninguém gosta de política e ninguém gosta das pessoas que estão na política. Estamos a perder a capacidade de discutir política, neste caso, a política europeia. Estas eleições europeias têm que ver com a Europa, não têm que ver com o governo nem com autarcas. Mas mistura-se tudo mais parece uma miscelânea.

Este mainstream só baralha os portugueses e não clarifica.

Por isso a questão é ir votar ou não votar? Quem for votar, vota para a Europa ou para penalizar o governo PS?

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome