Edição online semanal
 
Domingo 18 de Agosto de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

“Politicofobia”

19-04-2019 - Joaquim Jorge*

politicofobia é algo que os cidadãos têm em relação a tudo que seja política e gire à sua volta, esta sensação de rejeição tem que mudar, têm a sensação que os políticos são todos iguais e que não há volta a dar.

A política repele, felizmente que ainda há exemplos de políticos sérios e honestos, que não se deslumbram com o poder e respeitam-no.

É uma estranha atitude evitar a política, mas ela comanda as suas vidas. A política existe e tem razão de ser como pressuposto para resolver os problemas das pessoas, e não, para resolver a vida de quem nos dirige. A política é um meio de acção pelo bem público e não um modo de vida.

Os cidadãos que mais se distanciam da política são os que mais sofrem, sentem na pele e nos seus bolsos. Segundo Platão, “não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam”. Porém, todos nós temos que estar atentos, ao que se passa à nossa volta e tenha que ver connosco.

A opinião pública vive num enorme desassossego, casos e mais casos, por erros descomunais de gestão e de privilégios injustificáveis, fica perplexa pela desinformação e vaivéns de respostas e questões colocadas.

A impunidade é a segurança que nada acontece a quem está no poder ou esteve, com todos os privilégios, sendo porém os causadores da nossa crise.

Perante o que se está a passar na política portuguesa com a perda de direitos dos cidadãos sem precedentes e alterações das regras de convivência com o Estado português. O Estado não honra a sua palavra e não é uma pessoa de bem.

Sou a favor de uma revolução pacífica de ideias, comportamentos e mentalidades. Os portugueses são contra o uso indevido de verbas públicas, deste modo, a aplicação dos seus impostos ao longo dos anos tem sido usurpada.

Quando não há exemplos de quem manda e exerce o poder, não nos resta mais nada, a não ser indignação, pela falta de justiça e castigo proporcional a quem em tantos aspectos nos defrauda.

Actualmente não se põe em prática a exigência, tanto por corrupção, como por incompetência manifesta. Há sempre uma espessa cortina a ocultar a actuação. Está na hora de se exigir responsabilidades.

Temos que começar a ligar mais a tudo relacionado com política, para estarmos informados e termos uma opinião avalizada.

*Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores 
*escrevo ao abrigo da antiga grafia

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome