Edição online semanal
 
Segunda-feira 15 de Julho de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Procura-se Local Onde se Possa Viver Sossegado

12-04-2019 - Henrique Pratas

Depois do meu texto publicado no Noticias de Almeirim em 15 de junho de 2018, sobre a matéria em título e depois de muito procurar encontrei o local indicado para terminar os restos da minha vida, a Ilha Tristão da Cunha, que é um arquipélago localizado no sul do Oceano Atlântico. É um dos três constituintes do território ultramarino britânico de Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha. O Arquipélago de Tristão da Cunha é o território habitado mais remoto do mundo, sendo que a ilha principal do arquipélago (Ilha de Tristão da Cunha) é rodeada por penhascos com mais de 600 metros de altura.

Os únicos locais habitados em Tristão da Cunha são o pequeno povoado de Edimburgo dos Sete Mares, que se encontra localizado no noroeste da ilha de Tristão da Cunha, além da estação meteorológica da Ilha de Gonçalo Álvares (ou Ilha Gough), que abriga um contingente de apenas seis funcionários mantidos pelo governo da África do Sul. A ilhas de Tristão da Cunha e de Gonçalo Álvares ficam separadas a uma distância de 398 km entre si. Para que se possa ter uma ideia do isolamento do arquipélago, o local habitado mais próximo está localizado a 2 420 km ao norte da ilha de Tristão da Cunha, na ilha de Santa Helena (território). No continente, a cidade mais próxima de Tristão da Cunha é a Cidade do Cabo, na África do Sul, que fica localizada a 2 800 km ao leste. Trata-se de uma das ilhas que se situam sobre a cordilheira submarina Dorsal Mesoatlântica.

A população de 251 cidadãos da ilha de Tristão da Cunha partilha de apenas nove sobrenomes (Collins, Glass, Green, Hagan, Lavarello, Repetto, Rogers, Squibb e Swain), constituindo no total 80 famílias. Fala-se inglês e as religiões praticadas são a anglicana e a católica. Existem alguns problemas de saúde devido à endogamia, incluindo asma e glaucoma, consequência do casamento inevitável entre casais com grau de parentesco próximo, como por exemplo casamentos entre primos em segundo grau, causando um cada vez mais restrito recurso genético.

O arquipélago não possui aeroporto, possuindo apenas um pequeno porto pesqueiro em Edimburgo dos Sete Mares.

Não há nenhuma emissora ou retransmissora de televisão na ilha de Tristão da Cunha, existindo apenas um único canal de receção via-satélite das Forças Armadas do Reino Unido (BFBS TV). Além disso, também há aparelhos de videocassete que são utilizados para a exibição de filmes, apesar de não haver serviços de locação de vídeos na ilha. Os serviços de telefonia (telefones fixos, celulares e internet) são providos pela Cable & Wireless Worldwide através da comunicação via-satélite. Há apenas uma estação de rádio em Tristão da Cunha (Tristan Broadcasting Service) e um único jornal impresso (Tristan Times).

Em Edimburgo dos Sete Mares existem uma escola, um hospital, um posto dos correios, um museu, um café, um bar (pub) e uma piscina.

Depois dos 16 anos, aqueles que desejam prosseguir os estudos podem ir fazê-lo no Reino Unido.

Até a data de 2003, não era permitido o estabelecimento de estrangeiros no arquipélago.

A maior fonte de rendimentos externos do arquipélago de Tristão da Cunha é a venda de selos para coleção. Por esta razão, TA e TAA têm uma reserva excecional ao abrigo da ISO 3166-1 a pedido da UPU (União Postal Universal) para representar Tristão da Cunha. Outra fonte de rendimento é a pesca de lagosta para exportação para o Japão e Estados Unidos.

Ora cá está um local onde me poderia sentir bem, mas de acordo com outra pesquisa que realizei eles não aceitam estrangeiros e para lá chegar são necessários 10.000 dólares e uma viagem de barco a partir da África do Sul e de acordo com o que me foi dado a conhecer não é permitido fazer mais construções na Ilha, hotéis não existem e as permanências temporárias máximas são de 10 dias, têm que se aconchegar numa habitação de um dos habitantes locais que lhe dê essa oportunidade.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome