Edição online semanal
 
Quarta-feira 19 de Junho de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

PSD segue dentro de momentos

01-02-2019 - Joaquim Jorge

Os problemas no PSD seguem dentro de momentos, isto é, a seguir às eleições europeias. Não pelo resultado das europeias, que o PS vai vencer, apesar, de não apresentar uma figura emblemática, ao contrário, do PSD que vai apresentar Paulo Rangel convertido a Rui Rio.

Rui Rio venceu, mas não convenceu e, vai continuar a liderar uma facção, não me parece que tenha capacidade para, num golpe de asa, integrar com quem esteve com Pedro Passos Coelho.

O problema do PSD é esse, não se consegue diluir parece um vaso com dois líquidos não miscíveis com água e azeite, em que o azeite vem sempre ao de cima.

Rui Rio venceu porque a aliança Miguel Relvas, Marco António falhou. Percebeu-se logo a seguir ao desafio de Luís Montenegro, ao ver Marco António junto a Rui Rio nos estaleiros de Viana que algo não estava bem.

O futuro do PSD passa por Miguel Relvas, um influencer do partido que pese ter saído nunca saiu. Gosta de política, de intervir e quando esteve no activo no PSD granjeou muita simpatia sendo um operacional em que ajudou muitas vezes a resolver inúmeros problemas com a sua disponibilidade e capacidade.

Por outro lado, não precisa de ser deputado e emprego, ao contrário, de Marco António Costa.

Deste modo, Miguel Relvas criou Pedro Passos Coelho e pode muito bem criar outro líder. Luís Montenegro deu um passo em falso, mas não caiu.

O PSD vai ter que optar. Ser mais à direita ou mais à esquerda? Ser um partido grande ou um partido pequeno? Isso vai depender de muita coisa, mas também dos portugueses.

Não acho que haja uma luta entre um PSD do Norte contra um PSD de Lisboa, Luís Montenegro é do Norte, de Espinho, como Rui Rio é do Norte, do Porto.

O PSD sofre de uma enfermidade política auto-imune – uma parte do seu ser está em guerra contra o resto do seu corpo social. A polarização tomou conta do PSD, há rivais políticos que se tornaram inimigos irreconciliáveis, há uma tendência para se transformar em pedaços que não se toleram: um pedaço já saiu, Pedro Santana Lopes.

Antevejo novos problemas para a feitura das listas de deputados, a seguir às europeias. O PSD vai ter um Verão quente.

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome