Edição online semanal
 
Sexta-feira 16 de Novembro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

NO PAÍS DO “BOLSONARO”

02-11-2018 - Henrique Pratas

Nós temos por hábito criticar o que se passa nos outros Países, mas dei por mim noutro dia a pensar se nós não seríamos o País do Bolsonaro ou se alguma vez deixámos de o ser.

Se se recordam tivemos durante 20 anos uma personagem que exerceu os cargos de Primeiro-Ministro e Presidente da República que a única coisa que fez foi afundar cada vez mais o território nacional exceção feita às Selvagens onde com pompa e circunstância se deslocou para dar visibilidade às cagarras.

Não contente com isso e quando devia estar caladinho que nem um rato, devido às imbecilidades que cometeu e das quais está convencido que realizou uma grande obra, não se cala de forma nenhuma e agora de forma perfeitamente vergonhosa vem através da publicação de mais um livro, que alguém deve ter escrito por ele, porque entendo que não tem capacidade intelectual e moral para o fazer, onde zurze no Primeiro-ministro do partido a que retendo e de um tal Relvas, cuja idoneidade agora coloca em causa. Mas não foi ele que os nomeou, ou a minha memória já não é o que era, bem que poderia ter dito ao Primeiro-ministro em exercício no tem em que foi Presidente da República, que este ou aquele nome não seria recomendável, mas tanto quanto sei não o fez e agora depois de tantos anos é que vem com esta conversa de trazer por casa.

Uma vez mais a personagem demonstra inequivocamente que não tinha perfil para o exercício das funções que desempenhou, mas os portugueses assim decidiram e o resultado está à vista, mas voltando à comparação com o candidato à Presidência do Brasil e de uma forma bastante acintosa será que o nosso país não está repleto de Bolsonaros, que há distância afirmamos que é um homem com poucas convicções politicas e de extrema-direita?

Quantos “Bolsonaros” não existem na nossa sociedade e que eu tenha visto ou assistido não me recordo que os mesmos tenham sido colocados em causa.

Este tema dava para escrever um tratado, mas não é este o objetivo que se pretende, apenas gostava que pensassem no seguinte: “ O novel de vida dos portugueses melhorou alguma coisa com os sucessivos Governos desde 1975 até aos nossos dias?”. Eu dou-lhes a resposta o que tem acontecido ao longo dos tempos são tornar as classes mais pobres cada vez mais pobres e os que eram antigamente ricos e que no 25 de abril de 1974 abanaram um pouco têm vindo a recuperar, com juros de mora, todo o capital e bens que lhes pertenciam, para realizarem negócios chorudos, que os enriquecem cada vez mais e tornam mais pobre o País e os menos desfavorecidos.

Não percamos a discutir o candidato à Presidência do Brasil, Bolsonaro, quando internamente temos cada vez mais Bolsonaros.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome