Edição online semanal
 
Quarta-feira 19 de Junho de 2019  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

JOANA MARQUES VIDAL

28-09-2018 - Joaquim Jorge

A saída de Joana Marques Vidal surpreendeu-me, tudo parecia acordado para continuar entre Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, mas mais altos interesses se levantaram.

Porventura foi a própria Joana Marques Vidal que quis sair, apesar de dizer que ninguém falou com ela, alegando falta de confiança e condições depois da actual Ministra da Justiça Francisca Van Dunem alegar que o cargo de procurador-geral da República seja desempenhado num só mandato. Porém, a Constituição não proíbe a renomeação do cargo.

Joana Marques Vidal sai em estado de graça, e não podemos nem devemos esquecer que foi indicada pela antiga Ministra Paula Teixeira da Cruz.

Com Joana Marques Vidal transmitiu a ideia que acção penal pode atingir quaisquer pessoas, mesmo banqueiros, ex-ministros ou ex-primeiro-ministros.

Conseguiu que a Justiça melhorasse a sua imagem e que há um Estado de direito democrático. Muitos casos de criminalidade de todo o tipo vieram a lume mostrando dinamismo e acção no terreno.

Procurou ser discreta e ponderada nas suas aparições públicas e transmitiu a ideia que sabia o que estava a fazer.

Houve algumas falhas como o segredo de justiça, mas que não podem ser imputadas à sua pessoa.

A substituição de Joana Marques Vidal por Lucília Gago é puramente política e surpreendentemente António Costa impôs a sua vontade a Marcelo Rebelo de Sousa.

Joana Marques Vidal sai por cima esperemos que Lucília Gago daqui a seis anos não saia por baixo.

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome