Edição online semanal
 
Sexta-feira 16 de Novembro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

COMEÇO A ACREDITAR QUE NECESSITAMOS DE UM TRUMP… NA EUROPA!

13-07-2018 - José Janeiro

… tal a pantominice que os parolos neste país e na Europa vão deixando no ar. O Trump na verdade é também ele um pantomineiro, mas seja como for tem os tomates no sitio, ainda que em muita coisa o ache um imbeciloide e um inculto atroz, provoca em mim um sentimento dúbio sobre esta reflexão.

  • PAROLICE CLIMATICA – realmente a destruição do ambiente deve preocupar qualquer um, mas jogar ao lixo um milhão de euros para ouvir banalidades, é obra de parolos armados aos cucos. O secretismo que envolveu a conferencia leva qualquer um de bom senso a acreditar que foi um desfile de vaidades de pacóvios, senão naturalmente saberíamos o que ali se passou. Algumas coisas transpiraram tais como: 15 perguntas pre definidas e “lunch box”, tinha que ser em estrangeiro porque dizer caixa de morfes era pouco fino, com plástico em abundancia, o tal produto que contamina o ambiente e demora entre 200 a 500 anos a ser eliminado pela natureza e que, enquanto humanos, podemos “orgulhosamente” exibir uma ilha maior que as terras lusas a flutuar no mar, enfim, opções. Fiquei esclarecido sobre a grande iluminação que ali se produziu para o ambiente.
  • ORÇAMENTO – por estes dias a malta tem ouvido umas coisas engraçadas sobre um documento inexistente, o orçamento do estado para 2019. Os partidos de direita são contra porque sim, os de esquerda serão a favor se as clientelas eleitorais ficarem satisfeitas. Na verdade, o documento ainda não existe e tem marcado a agenda politica dos nossos agradáveis incompetentes. O PSD, cujos deputados sabem, ter os dias de tacho contados, são “naturalmente” contra porque o líder diz de forma logica que só é contra ou a favor do que conhece. O CDS PP é contra de certeza absoluta porque tem influencia de partidos de esquerda, uma justificação de uma inteligência parola, ou seja não importa as medidas que ali sejam vertidas e a sua validade para as pessoas, sendo de esquerda, são contra. Estou esclarecido com estas reflexões pre-orçamentais.
  • REFUGIADOS E MIGRANTES – a conquista da Europa a coberto de coração mole por mulheres e crianças que vêm em chusma em botes cada vez mais frágeis porque umas ONG patrulham as aguas territoriais Líbias e logo, logo serão salvos, têm levado alguns países a dizer BASTA! Desconheço quem, além dos traficantes Líbios, ganha com isto. Que raio ganham as ONG para serem tão afoitas e quase se guerreiam para ver quem carrega mais carne humana para os portos mais distantes contrariando as regras marítimas para náufragos que é no “porto mais próximo” e não nos mais distantes? Os países mais próximos de Africa ao longo do Mediterraneo já fecharam as fronteiras e bem, agora o novel governo Espanhol que quer ser reconhecido internacionalmente colocou-se em bicos de pés num acto piedoso. Entretanto foi nomeado com aclamação o nosso anão Vitorino para Director das Migrações da ONU, um tipo expert em tudo e nada e que na entrevista á SIC falou de cátedra dizendo nada, mas com ar professoral… sim o que é preciso é parecer que se percebe, mesmo que o entrevistador lhe tenha chamado a atenção para só ter dito banalidades e nem uma ideia realista.
  • NO GO ZONES – aumenta cada vez mais nos países Europeus as zonas de “no go” sem que os países se interessem por impor a ordem em todo o território nacional. Essas “no go zones” são controladas pelos coitados dos refugiados e migrantes que trouxeram a sua liberdade vertida na “sharia” para que imponham leis diferentes dos países de acolhimento… e a Europa permissiva e das liberdades individuais permite a falta de liberdade nesses locais. São guetos autênticos subvencionados pelo sistema de Segurança Social Europeu para, dentro de portas, nos irem minando as conquistas de décadas de um sistema Europeu de apoio ás suas gentes. Os sem tomates lá vão dizendo parvoíces e sendo contra aqueles que querem repor alguma ordem nos seus países (falo da Itália e da Áustria), ainda que aquela gente também o faça por ideologia politica de direita, mas lamento dizer: têm razão!
  • AGACÃO E OUTROS BEUS BEUS – ficámos todos molhados com a vinda de um suposto Príncipe Aga Khan um líder espiritual Islamita, neto do fundador da trupe. Interessante é saber a origem da fortuna do dito, que é um dos bacanos mais ricos do planeta, imaginem que o vovô do menino exigia aos seus seguidores o peso dele em bens preciosos para ganharem o suposto céu (no Islão fala-se em sétimo céu) e assim foi acumulando riqueza em prol de um engodo. As religiões são uma coisa engraçada, existem para indrominar os incautos e uns mensageiros de deus vão-se aproveitando. Mas se eu fosse deus aparecia a todos por igual e não apenas a uns iluminados, para acabar com a polemica, mas o tipo acho que se cansou e desapareceu para parte incerta. Deus é assim um tipo que se contradiz porque se bem que tenha, segundo alguns, colaborado no resgate dos garotos da Tailândia, não controlou o S. Pedro e matou 179 no Japão, com uma banhada de agua, enfim opções divinas. Na verdade, tenho reflectido sobre este assunto, das religiões e lembrei-me que talvez possa convencer as garotas que me queiram comer a contribuir com o peso da minha piroca em ouro, será que consigo? Talvez não, por não ser membro divino, apenas terreno.
  • ORGULHOS FORÇADOS – foi noticia que numa escolinha do Brasil (nem sei se devo acreditar tal o asco), forçaram as crianças a uma marcha de orgulho gay mesmo contra vontade dos pais. Nem sei que diga!
  • CORRUPÇÃO RIMA COM… SUSPENSÃO – na verdade somos um país muito mal frequentado e os ilustres juízes deste país são permissivos nestas coisas de penas exemplares por corrupção ou violação, coisas estas sem importância porque temos que ser uns para os outros. Invariavelmente os declarados culpados vêm com a lenga lenga do “tenho a consciência tranquila”, o que me leva a acreditar que afinal não têm o grilo falante da consciência da historia do Pinóquio, que deve ter ido de ferias ou morreu de tédio. Mas na verdade em vez de os enviar para uma prisão exemplar e com a penhora TOTAL de bens, apenas os admoestam com peninhas suspensas e pronto está feita a (in)justiça. Será que os juízes julgam errar quando decidem sobre estes casos? Ou são pura e simplesmente incompetentes? Fica a duvida. Vejamos o circuito jurídico da coisa: INVESTIGA-SE – PROVA-SE – ACUSA-SE – JULGA-SE – CONTESTA-SE – VOLTA-SE A CONTESTAR – E AINDA HÁ MAIS UMA HIPOTESE DE CONTESTAÇÃO – E OU O GAJO MORRE NO ENTRETANTO OU PRESCREVE, justiça à Portuguesa por direitos de liberdade individual e que se lixem os deveres, apenas há direitos.
  • TOURADAS – não gosto, não vejo, sim já gostei já vi, agora é-me indiferente, mas, há sempre um mas, também não concordo com a proibição da festa brava que tem ligações fortes ao meu Ribatejo. Na verdade, julgo que irá acabar em 2 gerações por percurso natural, não sendo logico coartar a liberdade de quem gosta.

Pensem em arranjar um politico com TOMATES e apoiemo-lo contra a corja.

Até para a semana

José Janeiro

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome