Edição online semanal
 
Terça-feira 18 de Dezembro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

DESILUSÃO

11-05-2018 - Henrique Pratas

Este sentimento pode descrever-se como, ficar sem esperança; deixar de acreditar ou de crer em; descrença. Sensação de desapontamento; sentimento de frustração; perda da alegria; deceção.

Isto é aquilo que eu sinto relativamente ao 25 de abril e ao 1.º de maio, na altura quando foram comemorados os primeiros dias mencionados vivi-os com alegria e com a esperança que alguma coisa ia mudar neste País, vive-os bem, dei os meus contributos para que este País fosse diferente para melhor menos cinzento e com melhor qualidade de vida para todos os cidadãos, decorridos que foram 44 anos, sinto-me dececionado com o que acontece na sociedade portuguesa e que um dos capitães de abril afirmou nas comemorações do passado dia 25 de abril em 2018, que na sociedade portuguesa imperava a corrupção, ela está instalada em todos os setores da atividade portuguesa afirmou ele, mais comparou aos tempos de Salazar, enquanto nesse tempo ela se confinava aos eleitos e protegidos do ditador, hoje ela espalhou-se por tudo o que é poder politico, económico e sociedade em geral, porque toda a gente espera um favor, um jeito ou uns trocos em troca de uma prática não desejada na sociedade portuguesa, ou se quiserem uma negociata, com vantagens para muitos sendo certo que os mais poderosos recebem mais e os menos poderosos receberão certamente menos, digamos que serão pagamentos proporcionais ao “esforço” desenvolvido.

Esta minha tristeza decorre do facto de a maior parte das pessoas estarem cada vez mais pobres e os detentores de cargos políticos ou relacionados com o exercício do poder estarem cada vez mais ricos e nós simples e comuns cidadãos estamos a pagar os desmandos praticados na EDP, no BES, no BPP, no BPN e das negociatas celebradas entre as instituições financeiras, entenda-se Bancos e as empresas publicas e privadas, ou nas parcerias pública/privadas outro modelo criado para poucos enriquecerem rapidamente.

A última “bomba” foi o da ADSE, primeiro dizia-se em voz corrente que o Presidente não queria sair para não deixar cair o sistema de segurança social dos funcionários do estado, agora assiste-se de forma abrupta à sua demissão, que é imediatamente aceite sem tugir nem mugir, afinal existia um relatório de auditoria que indiciava que existiam práticas de enriquecimento ilícito, que foi uma nova expressão que surgiu na sociedade portuguesa com bastante acuidade e regularidade.

Na minha opinião quanto mais os organismos com capacidade para auditarem as instituições sejam elas do foro público ou privado, mais “buracos” se vão descobrir, porque como podem ter constatado os “senhores” só se contentam com milhões, para aplicarem medidas que empobrecem cada vez mais os cidadãos portugueses.

Eu já não mudarei, ensinaram-me a ser ético, nunca se me agarrou nada às mãos, nem se há-de agarrar a não ser que tenha perdido o tino, mas há uma coisa que muito me indigna na sociedade portuguesa, os portugueses mostram-se indignados, desagradados, mas não fazem nada, isto cabe na cabeça de alguém ou será que os níveis de corrupção já atingiram níveis em que ninguém fica de fora deste sistema, não quero acreditar nisso e não acredito que não existam portugueses que se pautem por valores e princípios considerados como os mais adequados a uma sociedade democrática que se pretendeu construir, mas há uma coisa que eu já não tolero é as pessoas queixarem-se e não fazerem nada. Chega, das duas, uma ou nos queixamos e agimos e ou alternativa não nos queixamos e admitimos tudo, calados e sossegados, sem expressar o mínimo de esgar ou de dor quanto às práticas correntes.

Mais os dias 25 de abril e 1.º de maio futuros passarão a ser meramente uns feriados como o são o 1.º de dezembro e o 5 de outubro, meras circunstâncias.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome