Edição online semanal
 
Domingo 22 de Julho de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

MISSIVA A ASCENÇO

04-05-2018 - Francisco Pereira

Ascenço pá, permite-me que assim te trate, essa coisa do”Doutor.” pra cá, “Doutor.” pra lá é uma labreguice pegada, depois o tratamento por você também quadra mal, nenhum dos dois é da elite do novo riquismo pedante ou da nobreza falida, por isso o tratamento por “tu” calha melhor, olha viste como a «Alcaldesa» de Madrid tratou o nosso Presidente, são uns despachados os «nuestros hermanos».

Feito o solilóquio, o intróito mais essas coisas, escrevo, para te dizer que admirei bastante a tua coragem ao publicares os teus recibos de ordenado enquanto deputado, deste, vamos dizer, país, com esse acto simples revelas que tudo aquilo que acreditamos ser verdade sobre essa gentalha, não só se confirma, como a realidade ainda é pior. Tás de parabéns pá.

Quanto aos recibos, Ascenço, um ordenado de 700 contos (3624,42 Euros) por mês, é uma pipa, isto claro está, como valor referência dos 120 contos (580 Euros) do ordenado mínimo, logo dizer-se que um deputado é mal pago, é um pouco abusivo, mas adiante, vamos ver mais.

Ficámos então a saber que existe um subsídio de ajudas de custo para presença em trabalho parlamentar, um valor diário que os deputados recebem por cada vez que estão presentes na Assembleia. Olha Ascenço, aqui começamos mal outra vez, não sei se sabes, mas muitos de nós quase pagam para trabalhar, tu e os teus colegas ao invés, não só recebem um ordenado como ainda recebem umas broas só por estar lá, podem até estar na sanita o dia todo, pá não sei se isto é muito ético, lá que é obsceno é.

Surgem-nos depois as “despesas de representação”, mais um subsídiozito, dizes tu, que é por causa da exclusividade e tal, para não haver a necessidade de ir fazer “biscates”, isso está muito mal explicado, a mim parece-me mais uma coisa obscena, Ascenço não sei se sabes mas muitos de nós, fazem biscates, essencialmente porque os ordenados que nos pagam, não chegam para os impostos e para saldar as contas, ninguém nos dá um subsídio de exclusividade.

Vem depois outra pérola, o Subsídio de deslocação fixo ao abrigo da Constituição, só o nome já causa arrepios, ó Ascenço amigo, isto é anedota não é, vocês estão a gozar com a maralha, então todos os deputados, sem excepção, recebem isto por terem de se deslocar a vários pontos do país em trabalho, então vocês quando vão para deputados, não lhes dizem que estão a representar a Nação, logo podem ter de ir ali ou acolá, como todos nós, excepto que vocês tem carros de Estado, viagens pagas e assim e nós nem por isso, Ascenço pá, este é mesmo muito mau pá.

Continuando na mesma senda, aparece um outro emolumento, as Deslocações entre o local de residência e a Assembleia da República, são 0,36 euros por quilómetro, ida e volta, uma vez por semana, mesmo que não viajem, pumba, lá cai a massa no papo, é pá ó Ascenço, este é mesmo difícil de engolir, por isso é que muitos dos teus colegas dizem que vivem lá nas berças, quando na verdade vivem ali ao lado da Assembleia, sempre juntam mais uma milena ao bolo, é sempre a somar esta rapaziada deputadeira.

Para finalizar o tema das deslocações, temos as Deslocações em trabalho político, contando novamente de 0,36 cêntimos por quilómetro para circularem dentro do círculo eleitoral, supostamente todas as segundas-feiras os deputados devem fazer este tipo de trabalho ainda que o subsídio seja sempre pago exista a deslocação ou não. Ó Ascenço deixa que te pergunte, vocês também tem algum subsídio para o papel higiénico, ou que tal um subsídio por respirarem? Porque é só o que vos falta pá, pensa nisso.

Para o fim fica o melhor, então ó Ascenço, para a Segurança Social descontas 11%? Por que raio, descontas o mesmo que um trolha? Já eu, um porco capitalista a recibo verde, levo com 29% em cima dos 800 Euros que me pagam, isto é que é justiça social, não é verdade Ascenço.

Depois, a taxa de 30% no escalão do IRS, o que faz com que quase metade do teu ordenado fique fora do imposto, já eu levo com mais 28% que é para aprender, fazendo bem as continhas, no final do mês, enches o papo com 1000 contos de reis, ou sejam 5.614,55 Euros líquidos.

Obrigado Ascenço por publicares os recibos, assim a carneirada fica realmente aperceber a verdadeira dimensão da velhacaria que é a tão apregoada casa da Democracia, dizem que tu mais os da classe politiqueira são mal pagos, ó Ascenço, se tu que tens tudo pago te queixas de ganhar mal, que direi eu que tudo pago.

Francisco Pereira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome