Edição online semanal
 
Sexta-feira 22 de Junho de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

A Puta o Chulo, os bębado e os tontos!

12-01-2018 - Francisco Pereira

Vejo Portugal como uma puta velha e presunçosa, que presume grandezas, maquilhando-se até ao exagero, mais parecendo uma aguarela esborratada e patética, mais parecendo uma caricatura reles, uma espécie de fogacho degradante e miserável, num dia invernoso cheio de bruma.

O seu chulo é o Estado, que a obriga andar na vida, a prostituir-se a quem quiser dar uns tostões, por isso lá anda a pobre puta velha decrépita por essas chancelarias do mundo, de mão estendida a presumir grandezas, com vestidos remendados, lantejoulas que pouco brilham, que se vão descosendo e caindo, aqui e além os buracos da traça tornam-se visíveis, revelando que por baixo daquele reboco de feira popular, está um corpo cadavérico de uma nação cada vez mais exausta, roída por desvarios, por parasitas e por maleitas.

Esta Nação putéfia, vendida ao desbarato por uma chularia medíocre, um Estado de gentalha, de rebotalho, onde nem as elites pontuam pela positiva, existem elementos característicos que lhe dão o seu encanto e colorido, entre esses vários tipos que a compõem, dois existem que são o supra sumo da mais clara evidência do estado a que tudo isto chegou.

Portugal é uma Nação de bêbados! Uma corja medíocre que se enche de álcool em orgias báquicas por esse país fora, não há sequer distinção de faixa etária ou de sexo, indistintamente elas e eles, novas e velhos, são uma das mais rematadas corjas de bêbados de que há memória, pior é que muitos destes borrachões patéticos, andam por essas estradas a conduzir alegremente, matando-se uns aos outros atropelando-se, 400 atropelamentos daí resultando 76 mortos só em 2017, fugindo quando matam, num dos maiores e mais flagrantes exemplos de outra característica dominadora desta Nação, pouco valente e nada imortal, que são os tontos.

Os tontos sabem que desde que tenham idade legal podem “tirar a carta”, podem conduzir, os tontos sabem que vivemos num país do faz-de-conta, um pardieiro miserável de impunidade, sabem que podem igualmente ter um outro tipo de arma, esta destinada à caça, daí que os artefactos que mais matam em Portugal, país de tontos, sejam os carros e as caçadeiras, alguém se lembrou de fazer recair a obtenção de tais privilégios, assente num prévio exame de perfil psicológico?

Sim porque Portugal apresenta das mais altas taxas de população com problemas psicológicos e psiquiátricos da dita Europa civilizada, tendo em conta que não existe sequer algo que possa ser chamado de política de saúde mental neste país, o facto é por si só revelador de que esta é uma Nação esquizofrénica, que não admite nem trata o mor dos seus problemas, a saber, os tontos.

Muitas das vezes, os tontos que por vezes também são bêbados, acumulam funções portanto, andam a conduzir, estradas fora, matando-se uns aos outros em acidentes grotescos, os tontos que por vezes também são bêbados andam por aí impunes, matam mulheres, batem e abusam de crianças, sovam, roubam e humilham velhos, os tontos, tudo isto e muito mais num país onde cumprir a Lei, é coisa que não parece entrar na cabeça, dos tontos, dos bêbados, das putas, dos chulos e dos bois mansos que compõe a massa crítica deste país.

Por isso quando vejo as discussões politicas, não cesso de rir, a actual questão da Procuradora da República é disso exemplo, desse Estado esquizofrénico e chulo, porque meus caros a questão deveria ser, que raio de Estado de Direito é este em que um cargo como o de Procurador da Republica, é indicado por um partido político? Que raio de isenção terá esse Procurador? Pois como se tem visto, isenção é bem pouca.

Francisco Pereira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome