Edição online semanal
 
Domingo 25 de Fevereiro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

CTT A “BOMBAR” E ALPIARÇA A “MIRRAR”

05-01-2018 - Eduardo Costa

De acordo com o conceito estratégico do governo PAFioso de Passos Coelho de, rapidamente e em força, vender Portugal a retalho e a preço de saldo, alegadamente para reequilíbrio das finanças públicas e diminuição do deficit (que até subiu a 130% do PIB); coube à saudável e lucrativa CTT, uma das “jóias da coroa”, finalizar o seu processo de privatização total em Setembro de 2015.

Outra das falácias dessa “gentinha” laranja vendida ao capital privado, era que a gestão privada era mais profissional, rigorosa e eficiente (assim estilo Zeinal Bava) que a gestão pública, omitindo convenientemente que ela visa o lucro, a qualquer preço e não a prestação de serviço público de qualidade, mesmo em prejuízo desse lucro.

Não tenho uma posição dogmática quanto à privatização de empresas públicas ou municipais, que não dêem lucro e cuja finalidade não seja a prestação de serviços públicos à população (Ex: AgroAlpiarça). Aliás, até concordo que existam maus serviços públicos e boas empresas privadas. Tudo dependendo da forma como são geridos(as), preferencialmente não sendo locais de tachos políticos, familiares ou (inter)municipais.

Sempre considerei até 2013-2015, que os CTT eram dos serviços públicos que funcionavam muito bem, de acordo com padrões internacionais e até davam lucro. De então até agora fui descobrindo que o serviço piorava. Os carteiros mudavam todos os meses, passaram a ser precários, deixavam cartas onde não deviam, algumas até notificações judiciais, sem registo obrigatório, graças também ao governo laranja.

E assim foi evoluindo a eficiência dos CTT privados, para mal dos pecados de D. Manuel, quando instituiu o “Ofício do Correio-Mor” há séculos. No final de 2017 perderam quase 300 milhões em Bolsa, vendem património imobiliário que era de todos os portugueses e até distribuem dividendos aos accionistas, acima dos lucros obtidos.

Calhou agora a vez de se encerrarem 22 estações de correios. Mas destas, há uma que merece tratamento especial: ALPIARÇA.

É que a Estação de Correios de Alpiarça, é a ÚNICA que vai fechar, estando localizada numa sede de concelho. A pergunta que fica é: Qual foi o critério? Meramente economicista? Só pode!!!

Com efeito, Alpiarça é um concelho em agonia progressiva deste há 8 anos, com acentuada desertificação e envelhecimento da população, decadência, abandono e ruína urbanística, agonia e progressivo encerramento do tecido produtivo, câmara com orçamento de 10 milhões praticamente para se autoalimentar, quebra de receitas municipais e consequente aumento de IMI em 40% já em 2018, prazos de pagamentos a fornecedores a aumentar e sendo já de cerca de 6 meses, “bolha” de progressivos empréstimos anuais de curto-prazo de 200, 500, 700 e agora 900 mil euros, etc etc etc .

Este preocupante cenário é também sentido na Estação de Correios local. Antes havia em permanência 2 funcionários no atendimento e sempre 2 filas de 2-3-4 pessoas em espera, enquanto agora, apenas existe um funcionário, na maioria das vezes “às moscas”. E assim, dentro do espírito meramente capitalista-economicista da actual CTT, esta vai também encerrar no concelho em “morte lenta” de Alpiarça, sem qualquer preocupação social com a sua população maioritariamente idosa, desfavorecida e abandonada.

A terminar, apenas lamento que também esta minha “profecia” se esteja a concretizar. Atempadamente alertei há meses para esta situação… Apenas foi mais um motivo para ser acusado de “mentiroso”, “mal-dizente”, “não gosto de Alpiarça”, entre outras coisas piores que serão dirimidas em sede própria. Tendo até o Sr Presidente garantido em Reunião de Câmara que os CTT não fechavam em Alpiarça. Também quando interrogado, antes das eleições se iria aumentar o IMI, nunca disse que mal ganhasse as eleições a sua primeira grande medida seria aumentar em 40% o IMI. Enfim…

Como costumo lamentavelmente dizer desde Outubro: “Apenas continuamos a ter o que merecemos”, agora com a novidade da encapotada aliança PCP+PSD+CDS.

Eduardo Costa

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome