Edição online semanal
 
Domingo 25 de Fevereiro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

E JÁ TÁ!

05-01-2018 - José Janeiro

O segundo mágico passou e tantas foram as descobertas nesse pequeno e minúsculo instante aonde a magia tomou conta dos sentidos, tal como se de uma história de príncipes e princesas se tratasse.

Imaginem que um avião da Havaiian Air Lines conseguiu viajar ao passado e foi uma proeza ao ter descolado em 2018 e aterrou na Austrália em 2017. Um feito digno de Marty Mcfly e o seu “Regresso ao Futuro”, mas sem direito a números do euro milhões para salvar o feito, foi portanto uma coisa de meninos e de quem nunca ouviu falar do efeito Portugal-Espanha em que basta atravessar uma linha imaginaria que se chama fronteira e podemos festejar 2 vezes a passagem de ano, isto sim é que é.

Mas noticia, notícia é a sensacional descoberta do nosso enviado a Marte de nome António Guterres que descobriu que o mundo está cada vez pior, isso sim é que é brilhante, tão brilhante que os que vivem no manicómio redondo nunca tinham dado por nada foi preciso o tipo ter descido à terra para descobrir tal coisa, estou estarrecido.

Mas se acham que já virão tudo preparem-se para usufruir do enooooorme desconto na tarifa elétrica que afinal não é bem assim e segundo o princípio de vasos comunicantes, a lei de Stevin, em que em recipientes interligados a altura do líquido (mais conhecido por guito) é sempre igual depois de restabelecido o equilíbrio, temos assim a explicação: desce na tarifa, aumenta no valor do aluguer dos contadores que como sabemos tem um custo de produção iiiiimenso e há que restabelecer o equilíbrio ou o teorema de Stevin não fosse um tratado económico a seguir.

E como sempre temos os nossos ilustres incompetentes que poluem a AR a fazer das suas, pois viemos a saber que…. um som de rufar de tambores caia bem agora, VOTARAM A LEI DO FINANCIAMENTO DOS PARTIDOS SEM SABEREM O VOTAVAM, não é anedota, não senhor, é como devo dizer, assim a modos que suave, que temos mais ou menos 230 mentecaptos naquele lugar a que chamam Parlamento e em vez de São Bento proponho a mudança de nome para Putedo Bento, ficaria bem e mais consonante com o que ali se passa, porque numa sociedade aonde seja necessário estabelecer controlo financeiro nos Partidos, que se apresentam como tendo elevados padrões de caracter e honradez ao eleitorado, a coisa está pior do que aquilo que possamos imaginar… não quero ser ingénuo, mas seria um sonho que assim não fosse.

E fim de ano sem aumentos, nunca vi nestes meus anos que por cá poluo o planeta ou não fosse humano como os demais, isso sim é que é, vamos lá embora festejar o aumento do pão, do leite, dos ovos, do ISP, e tanta coisa mais, e imaginem da taxa de licença de pesca desportiva, bom se for a pesca pesca não me incomoda, porque nem pesco, mas se os tipos se lembrarem de taxar a pesca às gajas aí confesso que fico preocupado, é melhor não lhes dar ideias… isto tudo porque num segundo magico mudámos de ano, que raio de invenção essa do “ano”.

E foi aberta a guerra “do meu é maior que o teu” logo no início do ano porque como sabemos mudou o ano e há que começar a coisa com um imenso fogo-de-artifício, falo naturalmente do botão nuclear, em que a Coreia do Norte, que como sabem tem um gajo gordinho de cabelo esquisito, diz que tem o botãozinho na secretaria e os EUA, que como sabem tem outro gajo de cabelo esquisito, que diz que o dele é maior. Era melhor os gajos baixarem as calças e medirem a piroca e quem a tivesse maior ganhava e assim ficávamos todos descansados e era uma luta justa, não valia fazerem batota e comprarem antes um daqueles produtos maravilhosos que aumenta o mangalho, logo teria que haver um júri isento e proponho o Guterres que por ter descoberto que o mundo está pior depois de ter aterrado vindo de Marte, ou direi antes: “andou com a cabeça na lua”, nada melhor, para ser um júri imune a pressões externas, tanto mais que com tanto tempo a viver noutro planeta, está tão puro como uma virgem de concepção divina.

E por falar em escândalos, nada melhor do que a do Padre da paroquia Santo Condestável em Lisboa que pelos vistos roubou e vendeu arte sacra a uns antiquários, para a caridadezinha, não espera, não foi assim, enganei-me, foi para remodelar a casa paroquial aonde ia viver, porque isto de viver num curral é coisa de 2000 e picos anos (para quem acredita), agora há que viver segundo os cânones modernos, assim tipo rei da parada, porque a caridadezinha é só para alguns. Foi para evitar estas práticas de lapidação de património que o Concilio de Latrão existiu em 1123, mas já tem seculos e caiu no esquecimento, nada de mais. Invariavelmente os gajos que fazem isto ao nível da sociedade consideram-se imunes por contactos que têm ao nível politico, este sentiu-se, eventualmente, respaldado por ser amigo do actual PR, digo eu, que sou má-língua.

Ainda o ano magico não tinha começado e já temos matéria para zurzir nesta gentalha que não muda seja qual for o ano que passa.

Até para a semana e mantenham-se normais.

José Janeiro

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome