Edição online semanal
 
Domingo 25 de Fevereiro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

“RARÍSSIMAS”… Ou talvez não !!!

22-12-2017 - Eduardo Costa

OU OUTRO LADO DA "CONSPIRAÇÃO" LARANJA (NÃO)-"RARÍSSIMA" CONTRA O GOVERNO PS ?

Vá lá...Batam-me lá!

Claro que discordo da conduta dela. Mas não terei um pouco de razão da análise que aqui vos passo a expor?

Vamos lá então usar o cérebro.

A “Raríssimas” trata-se de mais um caso lamentavelmente normal em Portugal, de uso indevido de dinheiros públicos por parte de uma presidente que recebia um salário, despesas de representação, andava de BMW de luxo, e comprou 2 vestidos com o cartão de crédito da IPSS, curiosamente transformado num espetáculo mediático de justiça popular, por delatores que foram para uma TVI em vez do Ministério Público, curiosamente APÓS ANOS de conivência funcional nessa IPSS. Exatamente depois dessa presidente detetar, demitir e denunciar ao MP a vice-presidente da Maia, por alegados desvios de cerca de 270.000€ que aqueles delatores entenderam convenientemente OMITIR nos seus depoimentos.

E assim se montou um "auto de fé" inquisitório popular, com o patrocínio do grupo de comunicação (TVI/Media Capital), em dificuldades económicas, porventura a atacar o governo, através da investigação da existência de ligações a alguém do governo,

Pois teria de haver alguém, há sempre alguém do Centrão (PS-PSD-CDS) nestas coisas! Omitem-se Leonor Beleza, Roberto Carneiro, Teresa Caeiro, Isabel Mota, Graça Carvalho, António Cunha Vaz do PSD+CDS e sobram os do PS...

Logo que descoberto, neste caso um ministro do PS, QUE FOI um vice-presidente da mesa da Assembleia Geral (e não vice-presidente da Raríssima COMO SE NOTICIOU), uma deputada do PS que foi a uma atividade da organização, previamente transformados, para o efeito, em CÚMPLICES da inimiga pública nº1 nacional... E ficou montado o cenário anti-PS.

Como o povo é facilmente manipulável, omitiu-se que o atual ministro do trabalho (antes de o ser), como vice-presidente da Mesa da Assembleia dos sócios da Raríssima, APENAS coadjuvava na condução dos trabalhos da assembleia e votava como qualquer outro sócio, um orçamento com grandes rubricas gerais (sem faturas de vestidos ou gambas) e já ANTES aprovado pelo Tesoureiro (ora delator) e Conselho Fiscal...

Mas o circo PAFioso PSD+CDS, mesmo sabendo isto, quer continuar a contribuir na destruição desta IPSS, borrifando-se para as centenas de crianças adolescentes e famílias que apoia, chamando na passada 2ªfeira, o ministro à Assembleia da República para dizer o que já sabiam.

E assim também a TVI, especialista em telenovelas, produziu mais esta, sob a forma de alegado serviço público,, Investindo horas milionárias de "prime-time", para "punir" exemplarmente uma (antes) anónima senhora, que recebia um salário de 6 mil euros, tinha um BMW de serviço e comprou 2 vestidos de representação! Mas convenientemente omitindo o alegado desfalque de 270.000€ POR ELA descoberto e denunciado, na sucursal do norte (sem recurso ao circo mediático) e que até terá estado (?) na origem da manobra vingativa!

Vamos então á minha "Teoria da Conspiração" .... No patrocínio da TVI neste tema, estará eventualmente a "porca da política" e dos negócios com a política. O grupo de investimentos Altice, ao sentir dificuldades no negócio da compra da TVI/Media Capital, quis "mostrar os dentes" ao governo, do que poderá acontecer se não facilitar o negócio. Será o eventualmente o caso TVI/Raríssima, um vulgaríssimo caso de eventual preventiva ameaça velada ao governo PS? Por que razão omitiram as personagens dos PSD+CDS ligadas à Raríssimas nesta telenovela? Por que razão omitiram a imensa burla no norte que a diretora descobriu e denunciou (apenas) nas instâncias próprias?

Acho ignóbil pôr-se o povinho a participar neste espetáculo degradante de se "atirar carne humana" para esta fogueira inquisitória do Sec XXI do falso moralismo.
Resta saber-se os eventuais pormenores que ilibaram personagens do PSD+CDS desta telenovela e que até levaram os seus lideres a falar de poleiro, sobre o assunto, mas com as convenientes omissões atrás clarificadas.

A terminar só uma última questão:

Quais seriam as mordomias do presidente da Misericórdia de Lisboa, Pedro Santana Lopes, antes de se ter candidatado ao PSD?

E já agora dos mais de 5000 presidentes de IPSS´s espalhados pelo país?

Votos de Boas Festas para todos…

Eduardo Costa

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome