Edição online semanal
 
Terça-feira 25 de Setembro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

PELOS 30 ANOS DE ABRIL
(Porque não 40?)

24-04-2014 - João Chamiço

 

 

 

 

PELOS 30 ANOS DE ABRIL
(Porque não 40?)

Na madrugada ecoou um hino,
Uma senha, um indício, um brado
E antemanhã brilhou um sol menino,
Veio radioso e deslumbrado,
Acender de esperanças o sol nado
Nos escombros de um tempo acabado.

Há em cada esquina, um amigo
E há por toda a parte um canto novo
Que mal despertou de um sonho antigo
E ressoa mais alto a voz do povo
Que se solta nas canções proibidas
Que os poetas traziam escondidas.

Baionetas firmes da liberdade
Rasgaram as mordaças das cantigas
Na nova terra da fraternidade
E nas letras de canções proibidas
Que explodiam na alma dos poetas
Ruíram os portões e as grilhetas.

Mesmo acossados, os chacais raivosos
Serviçais caducos da ditadura
Sitiados na toca dos algozes,
Já na derradeira mordedura
Cravaram as presas na liberdade
Empanturrados de ódio e maldade.

Vomitaram morte sobre a esperança
Da ira que amordaçava a razão
Ceifando vidas nessa vil matança.
E as balas que os verdugos libertaram
Foram em toda a revolução
As balas únicas que assassinaram.

Hoje, trinta anos então volvidos,
São trinta capítulos da história,
Dos mais de trinta heróis esquecidos.
Há um conto que se trás na memória;
E se os cravos murcharam desde então;
Outros plantaremos por nossa mão.

2004-04-22  João Chamiço

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome