Edição online semanal
 
Domingo 25 de Fevereiro de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

O governo de António Costa a “meter os pés pelas mãos”

08-12-2017 - Joaquim Jorge

O governo, este domingo que passou, fez dois anos que está no poder. Ao nível económico era de esperar o pior, tem sido o melhor deste governo: O défice está baixo – 1,4% -, com um crescimento – 2,6% -, com um desemprego a cair sucessivamente estando nos – 8,5% -, os juros da dívida pública a 10 anos caíram para níveis históricos - 2% -. O calcanhar de Aquiles é a dívida pública – 129% do produto Interno Bruto (PIB).

O pior deste governo, que não era de esperar, foi os incêndios e o desaparecimento das armas em Tancos. Mas já não bastava isso a decisão do Infarmed vir para o Porto, a reacção a qualquer reivindicação da Administração Pública cedendo sem se inteirar das verdadeiras razões. A sessão de domingo de António Costa com cidadãos a fazerem perguntas. No OE 2018, António Costa recuou e cedeu ao lobby eléctrico. O BE criticou “o dito por não dito” e a impossibilidade de baixar a factura da energia.

Pequenos detalhes, mas que fazem mossa e mostram algum desnorte.

Vou debruçar-me sobre a sessão em Aveiro, no domingo, de António Costa com cidadãos a questioná-lo.

O governo de António Costa pagou a um grupo de cidadãos 45.000€ para lhe fazer perguntas.

Cada elemento do grupo de cidadãos, que fez perguntas ao primeiro-ministro, teve hotel pago, despesas e 200 euros.

Acho esta ideia boa, todavia para se melhorar a qualidade da democracia, não concordo que haja um estímulo para que as pessoas participem.

Qual a isenção das perguntas a pessoas pagas? Qual a razão dos impostos dos contribuintes serem utilizados para uma acção destas? Uma acção destas deveria ser de livre participação e tendencialmente gratuita.

Algo está mal numa democracia se se tem que pagar para se participar!

Algo está mal se não há voluntários para fazerem perguntas a um governo! Pagar para perguntar é um mau indicador.

O governo ao fazer isto, pode dar a entender que tem medo de perguntas inconvenientes e incómodas, por isso teve cuidado na escolha do painel representativo. Esta encenação tira valor e brilho ao resultado.

Uma boa ideia não resulta a não ser que se dê os passos certos.

António Costa já esteve no Clube dos Pensadores (CdP) e sujeitou-se a todo o tipo de perguntas sem nada combinado ou previamente estabelecido. Mas isso foi uns meses antes das eleições legislativas de 2015. Não sei se aceitaria de novo vir ao CdP. Mas seria muito interessante…

O governo ultimamente tem “metido os pés pelas mãos”, é só erros e enganos. Tudo que decide ou faz levanta questões,  perguntas,  impasses,  dilemas, dúvidasquebra-cabeças,  mistérios,  charadas e  enigmas.

Joaquim Jorge
Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome