Edição online semanal
 
Segunda-feira 16 de Outubro de 2017  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Um peido autárquico

06-10-2017 - Francisco Pereira

Como sabem, pelo menos os 54,97% de cidadãos que votaram, no passado dia primeiro de Outubro, esplendoroso dia de Sol, decorreram em todo o país eleições para as autarquias nacionais.

No dia seguinte, dissecaram, os especialistas, que os há muitos e sapientíssimos, os resultados deste acto eleitoral, apuram-se os ganhadores e os perdedores, penduraram-se as bandeiras e atiraram-se as flores, jantaradas, bebedeiras depois ressacas, tudo pronto para novo mandato.

Argumentos esgrimidos até à exaustão em programas exclusivos, ondas de choque para as direcções nacionais dos partidos tidos por perdedores, espingardas apontadas aos pobres diabos e pronto. Ninguém falou, porém, na qualidade dos eleitores, falam sempre na qualidade ou falta dela, dos candidatos mas sobre a qualidade dos eleitores, nada, nem uma palavra.

Se me permitem, falarei eu sobre os eleitores. Começo com os 45% de abstencionistas, grosso modo estamos a falar de um pouco mais de 4 milhões de energúmenos, começo por dizer que gente desta não faz cá falta nenhuma, Portugal tem 4 milhões de parasitas que nem para votar servem, sinceramente não estou a ver o préstimo desta gentalha toda, por isso o melhor seria atirarem-se ao mar, sempre engodavam a costa para termos mais sardinha.

Dos 5 milhões que votaram, devemos exaltar o sentido cívico, agradecendo a sua atitude de gente interessada, ainda que aqui e além, a sua mediocridade seja deveras confrangedora o que nos deve realmente fazer reflectir sobre o tipo de gente que temos neste país.

Por exemplo, os eleitores de um município próximo da capital do país, entre 13 candidaturas, resolveram votar em massa num candidato, condenado e preso, por fraude fiscal, abuso de poder, corrupção e branqueamento de capitais, notem bem que em TREZE, candidatos, os eleitores daquele concelho, a única pessoa credível, que acharam para votar, para atribuírem o mandato de conduzir os destinos do seu concelho foi um corrupto vigarista, condenado e preso efectivamente por trafulhice.

Ora, diz-nos esta eleição que os eleitores desse concelho, são uma corja de imbecis medíocres, que deveriam ser açoitados publicamente com varas de salgueiro, para servirem de exemplo a outros patetas ignorantes que por cá habitam.

É-me licito pois acreditar que aquele concelho tem uma população medíocre de gente vulgar e relaxada, que aprova a vigarice, que aprova os biltres e os pulhas, é-me licito pois acreditar, que o seu representante eleito é a cara daquela maralha medíocre, porque os eleitos e as suas equipas, mais não são que os espelho das sociedades que os elegem, é pois lícito pensar que aquele é um concelho de biltres, de pulhas e vigaristas, um antro a evitar portanto.

Um outro indicador da mediocridade dos eleitores portugueses revelou-se na própria capital do reino da estúrdia, quiçá descontentes com o discurso demagógico e pateta de um líder de um dos partidos hegemónicos desta espécie de Democracia da treta, o que é que fizeram esses eleitores?

Foram a correr votar numa outra pateta demagógica de um partidelho de extrema-direita, apesar de se dizer de centro, sentidos com o líder do seu partido, fizeram birrinha e votaram noutro partido, numa clara demonstração da mais absoluta mediocridade.

Para concluir, tendo em conta os resultados, exultemos a Democracia, exultemos a urbanidade e civilidade com que decorreu o acto eleitoral, seguros porém de que temos uns eleitores genericamente medíocres, analfabetos políticos que votam motivados por modas, por questões menores, não pensando nas consequências do seu acto, uma última palavra para a idade com que se pode votar, estou em crer que 18 anos é muito cedo, além disso a partir dos 70 anos de idade também já não deveriam poder votar, chamem-me todos os nomes, mas é assim que penso, tudo isto não vale um peido, autárquico se preferirem, ainda assim, viva a Republica!

Francisco Pereira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome