Edição online semanal
 
Terça-feira 22 de Maio de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

A INCOMPETÊNCIA DO ACES LEZÍRIA
Centro de Saúde de Almeirim

14-07-2017 - Eduardo Milheiro

Tudo o que Primeiro-ministro e o Ministro da Saúde dizem sobre o Serviço Nacional de Saúde, é tudo publicidade como se estivessem a vender “Pasta para os Dentes” e uma perfeita acção de quem foge para a frente. São só promessas.

Anuncia a ARSLVT o rastreio do cancro em Lisboa e Vale do Tejo a dois milhões de utentes, anunciando esta medida sem pudor nenhum, pois quem diz isto não tem médicos para dar assistência a doentes com diabetes, e no caso concreto de Almeirim temos cerca de 5 mil utentes sem médico da família e sem consultas de controlo da diabetes, isto é uma atitude de gente incompetente e sem vergonha, pois não devia fazer anúncios destes quando não têm médicos de família para os cuidados de saúde mais primários.

O mais estranho disto tudo, é que o ACES Lezíria que segundo o Ministério da Saúde devia ser quem deveria resolver o problema de falta de médicos em Almeirim, apesar de diversas comunicações que eu pessoalmente já fiz, não tem tempo para dar resposta, o que é estranho por parte de gente que segundo me parece não faz nada, os resultados são visíveis, nenhuns.

O que segue foi a última carta que enviei à directora do ACES Lezíria, Diana Santos Leiria, ainda não deu resposta.

-----------------------------

Almeirim, 29 de Junho de 2017

Exmo. Senhora Directora dos ACES Diana Santos Leiria

Recebi do Ministério da Saúde carta de que envio cópia para vossa análise, e que me comprova que o caos que se vive no Centro de Saúde de Almeirim tem uns responsáveis, o ACES Leziria.

Pelo conteúdo da carta que veio do Ministério, a responsabilidade da situação caótica do Centro de Saúde Almeirim é vossa, mas o que me admira nisto tudo é que em cargos de nomeação quando não vos dão os meios necessários para cumprirem os obectivos não pedirem a demissão por não terem meios para levar no caminho certo a vossa missão.

Chama-se a isto apego ao poder, desistam e voltem à vossa carreira profissional e entreguem os lugares a gente capaz.

Mas vocês ou você, como responsável, venho comunicar-lhe mais uma situação caricata e de falta de organização, e às vezes penso que é gozo com um cidadão e um utente do SNS.

Em 26 de Abril de 2017 desloquei-me ao Centro de Saúde para marcar uma consulta para controlo dos diabetes, marcaram para 27 de Junho, respondi que obrigado mas não ia esperar dois meses e que ia ao médico particular.

No dia 26 deste mês, apesar de eu ter dito que não queria a consulta quando tentei marcar por ser tardia para controlar os diabetes e que as análises que tinha estariam nessa data desactualizadas, telefonaram-me do Centro de Saúde a comunicarem-me que a consulta de diabetes que tinha para o dia 27 passava para 26 de Agosto porque a médica não podia comparecer no dia em que estava marcada a consulta.

Como deve compreender, isto é o cúmulo da desorganização e de incompetência, demita-se porque não consegue organizar os serviços que dirige.

Vou também estudar com um advogado amigo a possibilidade de participar esta situação ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, por abandono de um cidadão por parte SNS, ou talvez milhares, pois penso que em Almeirim deverá haver cerca de cinco mil utentes sem médico de família.

Eduardo Rosa Milheiro

Nota - Junto cópia da Carta que recebi do Serviço Nacional de Saúde.

-------------------------------------------

Pode ler esta carta em PDF

Eduardo Milheiro

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome