Edição online semanal
 
Terça-feira 22 de Maio de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

GOVERNO DAS ESQUERDAS UNIDAS

07-04-2016 - Eduardo Milheiro

Ao longo do regime democrático em Portugal, tenho visto muita gentalha na política, mas gentalha medíocre, incompetente e boçal, esta gentalha que ultimamente tem dirigido o PSD e o CDS.

Por tudo e por nada, os pafianos arranjam problemas na Gerigonça, mas o mais hilariante é que os problemas foram deixados por esta cambada de incompetentes que dirigiram o País durante 4 anos, até à tomada de posse da Gerigonça.

A maneira como eles se referem ao governo e às forças que o suportam, o Governo das Esquerdas Unidas, demonstra uma falta de dicionário enorme, esta é uma forma boçal de se referirem ao governo, é uma forma de quem não sabe empregar as palavras porque são uns incompetentes e medíocres, não valem nada.

A desfaçatez é tanta, que a dona do CDS por herança do Paulo Portas, não tem vergonha de dizer que nunca discutiram em conselho de ministros o caso do BES e que assinou de cruz a decisão sobre o BES, pois até estava de férias.

A líder do CDS-PP e ex-ministra da Agricultura do Governo PSD/CDS-PP admitiu que o “assunto BES” nunca foi discutido “em profundidade em Conselho de Ministros”. Esta fulana só pode estar a brincar connosco, isto não é forma de uma presidente - ou lá o que é - de um partido se pronunciar sobre um assunto que dizem que custou milhares de milhões de euros aos contribuintes. Diz ainda: “Nunca os temas da banca foram discutidos em profundidade em Conselho de Ministros”, referiu Assunção Cristas, que recordou também que estava de férias quando foi aprovado o decreto-lei da resolução do BES.

Critica a venda do BES e a Recapitalização da CGD, uma mulher que quando era ministra teve o comportamento exemplar acima explanado, mas por incrível que pareça parece também não saber que o principal negociador do Novo Banco foi Sérgio Monteiro que foi secretário de estado no mesmo governo da senhora e que para atingir o resultado conseguido com o NOVO BANCO e LONE STAR gastou em assessorias 16 milhões de euros.

Os portugueses deviam, no mínimo, porque acredito que muitos de nós gostamos da verdade e da dignidade, exigir que esta gentalha ranhosa da política falasse verdade, porque eu por mim estou farto e só ficava feliz com eles todos nos confins do inferno.

Pensando no PPD, outra desgraça. Passos Coelho e mais duas ou três nulidades que o acompanham nos disparates que dizem sobre a CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS e sobre o NOVO BANCO portam-se como se não tivessem sido eles, com alguma e grande ajuda de Sócrates, a incendiaram a C.G.D. e que tentaram resolver o problema do NOVO BANCO criado por essa figura sinistra da finança Ricardo Salgado, sem resultado, pois esta gente não tem nem cabeça, nem habilitações profissionais ou intelectuais para tratarem de assuntos tão complicados.

Esta oposição feita pelo PPD e CDS é uma oposição que desesperadamente tenta culpar o PS e os aliados de situações e vergonhas que foram eles que as criaram. Gente sem Vergonha, sem ética, medíocre, estúpida, falhados de inteligência e de classe, gente que não presta e que deviam ser proibidos de fazer política para não dizer outra coisa.

Já agora, não sejam ranhosos e deixem de empregar essa expressão, pois o governo de esquerda que agora vigora tem mais educação do que vocês e vê-se inclusivamente pela linguagem de carroceiro que utilizada por vós.

Eduardo Milheiro

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome