Edição online semanal
 
Terça-feira 22 de Maio de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

A VERDADE ESCONDIDA QUE TANTO INCOMODA O PSD

08-04-2016 - Eduardo Costa

Felizmente que há a blogosfera para divulgar o que a comunicação social nacional ou regional procura esconder ou é proibida de noticiar. >br>

No passado dia 03Abr2016 durante o Congresso Nacional do PSD, um conselheiro de nome Pedro Salvador, no seu discurso de despedida do Conselho Nacional desse partido afirmou (sublinhados meus):

……………………………………….

“ Termina hoje o XXXVI Congresso do PSD e assim termina o mandato de conselheiro nacional que desempenhei ao longo dos últimos anos. Retiro-me dos órgãos nacionais do partido pelo total afastamento que senti e vivi na estrutura do meu partido para com a sociedade e as preocupações dos portugueses.

Não posso continuar a pertencer a um órgão que está moribundo e ocupado maioritariamente por seguidistas e por muita gente sem qualquer ideia arrumada na cabeça sobre o que é a social democracia e para que serve verdadeiramente isto da política.

Não fugi ao congresso e aqui estive, pois não temo as ameaças e intimidações de seitas organizadas de corruptos e gente que deveria há muito estar presa. Sim, o meu partido está hoje também refém de uma espécie de conclave criminoso dos subúrbios urbanos das grandes metrópoles. Se assim não fosse, nunca se permitiria a inclusão nos órgãos nacionais de currículos duvidosos, trajetos sujos e elementos patogénicos.

Não houve qualquer ruptura neste congresso ao contrário do que os sound bytes tentam transmitir. Não houve sequer a clara demarcação dos tais opositores que timidamente apareceram e intervieram. Alguns pareciam mais uns meninos de coro que propriamente opositores.
O PSD de hoje é também o resultado de um modelo de eleição que destruiu a magia dos congressos e da escolha de caminhos distintos. Os congressos de hoje são um teatro mal montado com figurantes pouco hábeis e muito mal preparados.

A maçonaria e outras seitas clandestinas internacionais (que vão da Rússia ao Brasil, fazendo escala em Angola) ocupa também a sua fileira no partido, como vem fazendo desde há décadas, sem que tal seja sequer questionado por muitos dos beneficiados por um sistema podre e inútil ao País.

Em resumo, a social-democracia no PSD morreu e ninguém nos avisou. Felizmente não morreu em Portugal.”

……………………………………………………

Além de se ter procurado esconder do país este telúrico discurso, de alguém que conhece o PSD por dentro e por fora; verifica-se ainda um indisfarçável nervosismo com “quebra do verniz” da boa educação quando alguém de fora, procura exercer o contraditório dos sites oficiais (?) online “faceboquianos” do partido, referindo esse discurso histórico, como aconteceu há dias comigo no site do PSD-Alpiarça que aqui abaixo deixo, por ilustrar tão bem as afirmações supra, do referido conselheiro, em especial as que estão por mim sublinhadas:

Quem quiser que faça os seus juízos de valor, pois eu por mim deixo apenas um desabafo…. ASSIM VAI O PARTIDO (alegadamente democrático) QUE DESTRUIU PORTUGAL NOS ÚLTIMOS 4 ANOS DE GOVERNAÇÃO E AS SUAS GENTES QUE, AINDA ASSIM, O SEGUEM FANATICAMENTE CONTRA TUDO E CONTRA TODOS, SABE-SE LÁ COM QUE MOTIVAÇÕES.

Eduardo Costa

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome