Edição online semanal
 
Terça-feira 22 de Maio de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

GOLPE DE ESTADO PALACIANO DE LUVA BRANCA EM CURSO?

30-10-2015 - Eduardo Costa

Pelo discurso anti-constitucional, anti-democrático e divisionista dos portugueses, assumido pelo Presidente da República, ao indigitar Passos Coelho para formar governo, só pode ter sido inspirado ou "feito" pelo seu "reaccionário" e "anti-comunista" assessor e mentor para assuntos constitucionais Prof. Dr. Carlos Blanco de Morais que bem conheço (ex Consultor-Principal do Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Minist ros).

Julgo que a estratégia de cumplicidade e conspiração na perpectuação a qualquer custo, do PSD de Passos Coelho no PODER, passará pela sua manutenção em governo de gestão, após o próximo "chumbo" do orçamento no Parlamento, período que coincidirá com uma intensa campanha nacional de vitimização laranja, associada cirurgicamente nesse período, ao conhecimento real do (actual) descalabro económico-financeiro tão bem escondido durante estas eleições, com o objectivo de se formatar daqui a alguns meses no eleitorado uma maioria absoluta PSD, nas próximas eleições a serem marcadas já pelo próximo presidente daqui a muitos meses.

Como Português que jurou dar a vida se necessário for em defesa de Portugal, sinto-me profundamente frustrado e humilhado ao ver alguém, como o PR, alegar ser contra o “superior interesse nacional” a existência de um Governo de Portugal com apoio parlamentar maioritário, antes optando por lacaios servis a mando dos agiotas da allta finança nacional e internacional.

Da mesmo forma ignóbil como em Julho de 2014, Cavaco Silva mentiu descaradamente aos portugueses dizendo-lhes que podiam confiar no BES; voltou agora a mentir ao assumir que ser o garante constitucional do "regular funcionamento das instituições" (Governo in casu) e respeitar os resultados eleitorais, só seria sinónimo de empossar um governo fantoche de Passos Coelho, apenas por alguns dias, até a maioria democrática do parlamento, saída das eleições o chumbar.

A provar que a argumentação do seu discurso anti PCP-BE (forças que de todo nem simpatizo) é infundada, está o facto histórico de Jacques Chirac, antigo Presidente de direita francês de um regime PRESIDENCIALISTA, que não semi-parlamentarista como o nosso, ter dado posse a um GOVERNO PS/PC chefiado por Lionel Jospin formado por Socialistas e Comunistas, sendo um Presidente que soube por o interesse nacional francês à frente das divisões circunstânciais. Um Presidente que não se refugiou falsa e cobardemente nos tratados e tradições, como agora Cavaco Silva e coabitou democraticamente com um governo de Esquerda.

E dizia Anibal Cavaco Silva quando era primeiro-ministro e presidente do PPD/PSD, que era preciso «ajudar o Presidente da República a acabar o seu mandato com dignidade» dirigindo-se à data a Mário Soares.... DIZ O ROTO AO NÚ, "PORQUE NÃO TE VESTES TU".

Eduardo Costa

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome