Edição online semanal
 
Terça-feira 22 de Maio de 2018  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Assim na Terra como no Céu!

21-11-2014 - Eurico Henriques

As aprendizagens que sofremos ao longo da vida deixa marcas que continuam. Muitas vezes aprendemos coisas que são difíceis de explicar. Aprendia-se porque era o normal da vida: aprender o que nos ensinavam como necessidades.

A educação e formação sociais desenvolvidas ao longo do regime do Estado Novo tinham uma finalidade. Utilizavam-se os meios necessários e os dissuasores que eram comuns às práticas que interessavam. Não é difícil compreender os atos que agora se proclamam como excecionais.

Lembro-me de uma imagem num catecismo. Não sei qual era mas o que apresentava ainda está bem nítido. Havia uma página com o desenho de uma banca de frutas. Muitas e de variadas espécies. A vendedora, senhora anafada, dormia. De pé, de costas para o observador, estava uma criança, descalça e com roupas velhas e largas. Procurava esconder uma maçã que havia retirado.

Ao alto, a simbolizar o sol estava a figura de Deus. Com um dístico “Deus vê-te”. Para mim, na idade da infância descuidada e curiosa, a pergunta era simples. Então! Estão ali tantas frutas e o miúdo não pode tirar uma? Deve estar com fome.

Ora como podemos estranhar que os senhores do regime negoceiem os vistos Gold. Diretores. De serviços públicos de grande responsabilidade? Mas, então! Vá lá um esforço! Aquilo estava a despertar a cobiça. Uns dinheiros extra, centenas de milhar (?), até deveriam saber bem.

O que há de aprendizagem que faltou? Qual a receita para juntar os ingredientes do processo: impunidade e dinheiro mais o respeito pela função que se exerce e pelos outros? A arrogância do poder, que nesta gente se manifesta através da impunidade, pretendia servir de capa para ocultar.

Talvez vá um cumprimento especial aos serviços judiciais que detetaram o esquema. Mas Deus vê-te (diga-se os serviços policiais da Judiciária viram).

Eurico Henriques -  Mestre em Comunicação

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome