Edição online quinzenal
 
Quinta-feira 23 de Maio de 2024  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Mensagem de Ano Novo

05-01-2024 - Fernando Pacheco

Claro que nunca vi um porco andar de bicicleta; contudo, as coisas mudaram de figura com as máquinas autónomas, ou estarei a ver mal?

A agitação e propaganda,penetra fundo…e nem dás contaque a tua felicidade fictícia, é uma camisa de forças incorporada na tuacadeira de rodas cognitiva; simula mover-te, masem rota de colisão contigo.

Às vezes compadecido, penso nas baratas tontas, incapazes de estrelar um ovo, ou de pregar um botão, encarregadas de certificar o sentido único da mecânica democrática dasGeringonças,e dealimentar a linha de montagem da obediência compulsiva. Fico estarrecido! O escrutínio eleitoral, estruturado em paranoia festiva, é um insulto teatral, à pouca inteligência que nos resta; favorece, e de que maneira, a esperteza saloia dominante; enquantoo Gato por Lebre, passa como iguaria, à mesa dos deserdados…Deus lhes perdoe, que não sabem o que fazem.

Que é feito do direito Constitucional à Indignação? - Usa-o!

O coração de qualquer Povo, e o nosso não foge à regra, só pode ser arrancado a partir de dentro, por bastardos perversos, com acesso, reservado, às chaves do poder; o seu Oráculo Itinerante, que nunca foi em Delfos, controla tudo, a partir da Cidade que não dorme e do buraco negro do Palácio Proibido.

Portugal é um Pais que não existe! Eu estive lá e posso testemunhar! Escreveu José Cardoso Pires… estaria a brincar?

Por sorte, ou azar, ninguém da Nossa Casa, tem acesso aos comandos eletrónicos da Velha Barcarola; essa possibilidade vital, permanece adormecida, e enredada na Potestas, aguarda a aparição da Auctoritas. Talvez a Vela Latina, de súbito, cerre abolina, contra ventos e marés… o Cavalo Lusitano não é cego! Que o diga o Cruzeiro do Sul.

Sebastião Alba, sabia que na política, a blasfémia contra o princípio da realidade, é uma pedra ao lado da evidência… a estátua da nossa perplexidade,há muito que abandonouessa Praça,mas,a ninguém informouda direção; sem domicílio certo,passou à clandestinidade; ou, quem sabe,ao segredo dos deuses.

Paz, Pão, Habitação, Saúde, Educação.

Sérgio Godinho deu o mote da liberdade a sério e, esses são os meus votos para o Novo Ano de MMXXIV.

Fernando Pacheco

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome