Edição online quinzenal
 
Sábado 28 de Maio de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

MEDIOCRIDADE OU FALTA DE JEITO

29-10-2021 - Henrique Pratas

Já há muito tinha prometido a mim próprio não ver nada que tivesse a ver com o Governo ou os restantes partidos políticos que existem no nosso “mercado”, mas para ver até onde ia a desfaçatez assisti no passado domingo, dia 24 de outubro, a Ministra da Saúde, a Ministra do Trabalho e o Secretário de Estado do Orçamento, como se fosse preciso um Secretário de Estado do Orçamento, mas isto levar-nos-ia a outra conversa.

Do que ouvi nada de útil foi dito a sensação com que fiquei foi falaram, falaram e não disseram nada. Aliás entendo que falaram apenas para 50% da população portuguesa dada a oratória tão hermética que utilizaram.

Acho que a maior parte das pessoas não entenderam nada do que disseram a não ser que será mais do mesmo, isto é beneficiar os mais eas outras classes sociais terão que fazer mais uns sacrifícios, ora para isto não era necessário vir à televisão vir dizer nada, porque já todos nós sabemos que este Governo não dá nada a ninguém, a não ser a ele próprio e aos seus apaniguados.

Na minha opinião foi perfeitamente despropositada a alocução feita ao País, a não ser que o Governo se tinha esforçado para chegar a um acordo e que os outros “bandidos”não mexeram um pé e fizeram muito bem porque estamos mais trapalhices deste Governo.

Retive uma “ vantagem” anunciada pela Ministra do Trabalho, que que é a de criar a categoria profissional na Saúde dos Especialistas Técnicos, mas apressou-se que isto só teria pernas para andar se em sede de negociação com os sindicatos tivesse a sua concordância. Está-se a prometer uma coisa que não pode ser consagrada em sede de aprovação de Orçamento de Estado e a remetê-la para uma outra sede em que o Governo não gosta de comparecer a negociação com os sindicatos, uma vez mais estamos perante uma situação de uma mentira do tamanho do Mundo de difícil concretização, mas ficou-lhe bem dizer estas coisas.

Por outro lado tenho assistido ao facto de o Presidente da República se imiscuir nesta matéria do Orçamento de Estado, ele vai a todas e já pensei que apenas poderíamos ter apenas Presidente da República porque o homem vai a todas e opina sobre tudo. Deste modo poupávamos nas despesas que um Governo em exercício gera e tínhamos apenas um interlocutor para todas as matérias.

Mas voltando ao princípio deste meu texto, não voltarei a ver mais noticiários, alocuções Presidenciais e Governamentais ao País, porque já me cansa e entendo que as pessoas que o fazem não são sérias e como não são não merecem a minha atenção ou que perca tempo a ouvir “histórias em que nem as crianças acreditam.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome