Edição online quinzenal
 
Sábado 28 de Maio de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

A ANTÍTESE DA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

25-06-2021 - Henrique Pratas

Há duas semanas atrás tive que me deslocar há aldeia dos meus avós no Arripiado, que faz parte do nosso Ribatejo, como já vos escrevi sobre o estado da estrada nacional 118, por muito me custe tenho que descrever o que não gostei de ver.

A primeira da situação que vou fazer referência é ao estado do nosso Rio Tejo, cuja fotografia vos anexo:

Fotografia do Arripiado tirada por mim do lado de Tancos .

Só de olhar para a água dá dó, porque vai suja até dizer chega, como é que é possível os nossos Des) Governantes com a preservação do Ambiente e não conseguem ver o que todos vimos porque este rio atravessa muitas zonas do nosso Ribatejo, será que é possível não veja esta qualidade da água, ou serei eu que sou muito exigente, provavelmente serei porque a partir dos meus 15 anos atravessava o rio de um lado ao outro a nadar e digo-vos a água não tinha esta qualidade era muito mais limpa e esta afirmação poderá ser confirmada por muitos como eu nadaram no rio, hoje não se pode colocar um ao pé e os senhores políticos com a conversa do Ambiente para trás e para a frente e na prática não se vê nada, nem a senhora ministra da Agricultura, natural de Abrantes conhece muito bem esta situação o que é que faz, nada, nem diz nada, passámos a ter uma “muda” no Des) Governo, deve ser por causa da igualdade de género, a personagem o que faz é aparecer atrás do primeiro-ministro ou do Presidência da República, mas falar sobre a área que tutela, nada, desta forma quem não diz nada ou decide nada, nunca se compromete.

Pretendia fazer uma alusão à forma e ao local onde são colocados os contentores do lixo, pensava eu que este trabalho era realizado pela RESITEJO, mas fiquei a saber com a resposta que obtive e que transcrevo de uma funcionária de seu nome Tânia Marques  tania.marques@rstj.pt ter, 08/06/2021 11:34

“Bom dia,

 Vimos por este meio informar que a localização dos contentores não é da competência da RSTJ, mas do Município.

Com os melhores cumprimentos,

Nem o logotipo é bonito e a resposta é perfeitamente lamentável, agora o Presidente do Município da Chamusca é que decide onde colocar os contentores do lixo, ou provavelmente isto é matéria de Assembleia Municipal, como se não houvesse nada de mais importante para decidir.

E a questão é aquela que vos mostro através da imagem que vos anexo:

Fotografia tirada por mim na Rua 25 de abril, n.º 10 e 12 – Arripiado

Como podem verificar os contentores do lixo encontram-se colocados paredes meias com a paragem do autocarro, o que é muito agradável para qualquer habitante da aldeia que tem que esperar pelo autocarro, escusa de usar alguma fragrância porque o cheiro que é exalado dos contentores uma pessoa fica completamente “bem cheirosa”, assim como as duas habitações que ladeiam a paragem do autocarro e que têm que levar com o cheiro a lixo de quem lá deposita o mesmo sem que utilize as mínimas das condições para o fazer, poucas são as pessoas que colocam o lixo devidamente atado num saco de plástico, aliás existe um local de venda, estilo minimercado, que vende de tudo, próximo que até os miúdos da galinha deitam para dentro dos contentores sem serem devidamente ensacados, este é um exemplo, mas poderia citar muitos mais, porque as pessoas ao verem os contentores do lixo, vá de despejar o lixo lá para dentro e não se preocupam com as consequências, nem sequer têm respeito por quem vive por perto como lhes descrevi são duas habitações uma que se pode ver uma parte e a outra situa-se do lado muito perto da paragem.

Com este fadar é impossível as pessoas que habitam nas casas referidas estarem tranquilas e poderem usufruir do espaço que criaram, para poder gozar a reforma, isto porque uns energúmenos deitam o lixo sem qualquer tipo de cuidado.

Concomitantemente existem outros locais onde podem colocar os contentores que estão há vossa vista, pela RESITEJO, sem estorvar ou criar mal-estar a ninguém.

Próximo passo, vou ter que escrever ao Presidente do Município da Chamusca, para ver se a responsabilidade é dele ou se a RESITEJO, criada para acolher presidentes de junta é mais um monstro que serve única e exclusivamente para ser a lixeira de todos oriundos de todas as zonas do País e que tanto mau estar cria no nosso Ribatejo.

E assim um cidadão perde o seu tempo inutilmente quando a solução é muito fácil, mas como os senhores da RESITEJO, fazem parte do problema e não da solução, terei que escrever ao Presidente do Município e se este me responder que não tem competências para o efeito, envio isto para o Costa

Alguém decidiu a troco de algo de bom, que desconheço, colocar esta central de lixo no nosso lindo Ribatejo e que todos gostaríamos que fosse limpo e se pudesse viver em perfeitas condições de salubridade, com um ar mais respirável e uma água que corre no Rio Tejo muito mais limpa.

Fico triste porque ao fim de 50 anos regredimos no tempo as pessoas estão mais sabujas e não respeitam os ouros, apenas olham para o seu umbigo, mas não pode ser.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome