Edição online quinzenal
 
Sábado 28 de Maio de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

SOBERANIA NACIONAL

04-06-2021 - Henrique Pratas

Assistimos a mais um triste episódio do que não deve ser o exercício do poder politico relativamente à soberania nacional.

Uma vez mais este Des) Governo, demonstrou a incapacidade no desempenho das suas funções no que concerne ao título que decidi dar a este meu texto.

Como é do conhecimento de todos vós realizou-se em Portugal, mas propriamente na cidade do Porto, a final da Liga dos Campeões, em que se defrontavam dois clubes ingleses.

Uma vez andámos neste processo, primeiro assistimos a autarquias e diretores desportivos a fazerem força para que o evento se realizasse no nosso País, invocaram eles razões de ordem nacional nomeadamente do que à atividade do turismo diz respeito e ao seu desenvolvimento, seria uma mais valia diziam eles para o País.

Conhecendo os ingleses como conheço não esperava outra coisa porque eles não sabem, beber e estão habituados a bebidas com teor alcoólico mais baixo do que o nosso, chegam cá e fazem o que não lhes é permitido fazer o que fazem no País deles bebem até cair para o chão e provocam desacatos por tudo quanto é sitio, mas as libras para os nossos Des) Governantes são mais importantes, porque eles não sabem fazer contas, porque se formos pesar os prós e contas de realizar a final da Liga dos Campeões, provavelmente trouxe-nos muitos mais prejuízos do que benefícios, é só fazerem contas, coisa que não lhes interessa porque nós somos o lixo da Europa, onde se realizam eventos que mais ninguém quer ou pode realizar e esta foi a principal razão porque tal evento se realizou no nosso País, porque nós não somos um País do primeiro Mundo, somos um País, que de vez em quanto dá jeito utilizar, ou melhor se quiserem dar um rebuçado, foi assim sempre e será.

Recordam-se o espalhafato que fizeram os comentadores, os políticos e Des) Governantes que fizeram aquando de um clube nacional festejou o facto de terem sido Campeões Nacionais, ao fim de 19 anos, o que na minha opinião foi perfeitamente legitimo, todos foram unânimes em condenar tais atos, mas caramba cometer o mesmo erro só por causa de serem estrangeiros é que parece ser burrice, desorganização, incompetência a mais, no final de contas o que é que a economia portuguesa ganhou? Nada escrevo-vos eu, porque os ingleses instalaram, um clima de desacato em tudo o que era sitio e alguém vai ter que proceder há reparação do que foi estragado e o pagante vai ser o mesmo o contribuinte português porque eu não acredito nas ditas benesses que a realização do evento trouxeram par o País, a acrescentar a isto tudo temos as situações da não utilização de máscaras e dos desrespeito das regras que nos são impostas, para nosso bem pela Direção-Geral de Saúde, uma vez mais fica provado à saciedade que as regras são apenas para serem cumpridas por nós, tudo o que sejam pessoas oriundas doutros Países sobretudo aqueles que mais poder económico têm, as regras não são aplicáveis porque eles são superiores e nós somos a “escumalha” da europa.

Muito sinceramente, não gostei de ver o que vi e vou mais longe, aqueles que inicialmente defenderam a realização do evento em Portugal, foram depois da sua realização os primeiros a tecer as mais duras criticas.

Tudo isto é uma “palhaçada” e cada vez estou mais convicto que ninguém já sabe o que anda a fazer é triste viver num País assim, mas como não temos outra alternativa vamos ter que nos ir aguentando com estas e outras decisões tomadas sem serem planeadas e devidamente organizadas, o improviso reina e impera neste País, não podemos fazer nada sempre foi assim e será.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome