Edição online quinzenal
 
Sexta-feira 12 de Agosto de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

1. Uma boa maneira de ser conservador

28-08-2020 - Rabim Saize Chiria

De acordo com DALE CAENEGIE, ouvir é um factor importante, tanto em casa, como no trabalho. O agressor crónico, mesmo o mais violento crítico, mostrar-se-á mais tolerante e mais manso diante de um paciente e simpático ouvinte, um ouvinte que se mantenha em silêncio enquanto o irrascivel pesquisador de defeitos se dilata como uma jiboia e vomita o veneno do seu sistema.

MARCOSSON, jornalista americano que entrevistou centenas de celebridade, declarou que muitas pessoas deixam de causar uma boa impressão porque não ouvem atentamente. Acham-se tão interessadas no que vão dizer em seguida que não abrem os ouvidos.

Um dos maiores ouvinte dos tempos modernos foi FREUD – um homem que o conheceu pessoalmente, descreveu sua maneira de ouvir: " fiquei tão impressionado que jamais o esqueci. Ele tinha qualidades que jamais encontrei em homem algum. Nunca em toda minha vida. Sua voz calma e macia. Fazia poucos gestos.

Ora, se quer ser ridicularizado pelas costas, ser desprezado eis aqui a receita: nunca se mostre disposto a ouvir alguém por muito tempo; fale insensantemente sobre você mesmo. Se tiver uma ideia enquanto a outra pessoa estiver a falar, não espere que ele termine. Ele não é interessante como você. Porque gastar o seu tempo ouvindo sua frívola tagarrelice?

O pior é que as pessoas que fazem isso tem nomes nos registros sócais. Importunos, eis o que eles são. Importunos intoxicados como o próprio "ego". Ébrios com o sentimento de sua própria importância. "O homem que só fala de si, só pensa em si, e o homem que só pensa em si é irredutivelmente deseducado. Quer dizer não é educado" ( NICHOLLAS, Buttler).

Deste modo, se quiser ser um bom conversador, seja um ouvinte atento. Pois, para ser interessante, seja interssado. Faça perguntas aqui outro homem sinta prazer em responder. Concinte-o a falar sobre si mesmo e sobre os seus assuntos. Lembre-se que o homem com o qual conversa contigo está mais interssado nos seus problemas do que nos seus. Sua dor de cabeça significa mais para ele que a fome e as doenças que matam milhões e molhões de pessoas. O furúnculo no seu pescoço interessa-lhe mais que quarenta tremores de terra na África. Pense nisto em todas conversas. Fale sobre assuntos que interessam outra pessoas.

Rabim Saize Chiria

Licenciado em Filosofia Pela Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome