Edição online semanal
 
Terça-feira 27 de Outubro de 2020  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

CUIDADO COM A COMPRA DE MATERIAL ESCOLAR

14-08-2020 - Henrique Pratas

Para quem tem filhos, ou netos em idade escolar deixo-vos aqui o aviso que controlem muito bem o que estão a pagar quando se trata de aquisição de material escolar.

Escrevo-vos isto porque no dia de ontem um filho de um amigo meu que tem uma filha em idade escolar, deslocou-se há STAPLES para lhe comprar lápis, cadernos, dossiers e demais material escolar necessário para o processo de aprendizagem.

Como todos nós quando chegou à caixa par pagar, liquidou o que tinha a liquidar e foi-se embora para casa com a filha, só que há sempre um mas, por mero acaso decidiu lançar no e-factura estas despesas e aí temos de facto conhecimento do que efectivamente pagámos o que lhe que aconteceu foi que ao verificar cada um dos produtos que tinha comprados os preços estavam muito inflacionados, indignado com este facto teve que voltar à loja no mesmo dia e expôs a situação e um dos diligentes funcionários informou-o que tinha ocorrido um erro na colocação do código de barras, será que não teriam melhor desculpa, o meu amigo face à explicação dada e há alternativa que lhe deram de corrigir os preços dos materiais comprados ou a devolução integral do valor pago, optou por esta última para não se aborrecer mais e até lhes ofereceu o saco de plástico.

Paralelamente a esta situação pôde constatar que existiam, mais pais a fazer reclamação porque de facto os preços dos produtos estavam muito inflacionados. Relato-vos este episódio porque muitos de nós não olha para os preços, pagamos e pronto, mas na situação actual que vivemos é preciso ter muito cuidado com aquilo que estamos a pagar, porque empresas menos escrupulosas, vão querer recuperar o que não conseguiram vender durante o período em que as empresas estiveram inactivas e vá de carregar nos preços dos produtos para recuperar os valores não facturados durante o período de encerramento.

Os pais ou os avós que estavam a reclamar era poucos comparativamente com aqueles que adquiriram material escolar eram poucos, em 20 pessoas seriam apenas 2 ou 3 que estavam a reclamar dos preços, os outros pagaram e andaram e nem sequer reparam no que estavam a pagar, quando derem por ela se é que vão dar será tarde porque o período de troca do material escolar já foi largamente ultrapassado.

Por estas e por outras coisas mais meus caros aqui fica o aviso, certifiquem-se se o que estão a pagar, porque em estado de pandemia vale tudo até arrancar dentes a sangue frio, porque o COVID-19 é explicação e justificação para tudo.

Já agora cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal nenhum a ninguém e na época que atravessamos teremos que ser mais cuidadosos no que concerne às matérias de pagamentos, porque a fome de dinheiro é muita.

Henrique Pratas

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome