Edição online quinzenal
 
Sexta-feira 1 de Março de 2024  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

CHINESICES?

15-05-2020 - Cândido Ferreira

A sabedoria técnico-política de alguns dos protagonistas da nossa classe dirigente não cessa de surpreender.

Ainda ontem, num anúncio que depressa foi varrido da comunicação social, soubemos que o atual Presidente da República esteve em estreito contato com o seu homólogo chinês, a quem terá “exigido” a entrega imediata de centenas de ventiladores… já pagos.

Muita “fartura” para este tristonho maio, despido das tradicionais barraquinhas dessa "doçaria" popular. E, sobretudo, após “Portugal” também ter sido distinguido, e durante um quarto de hora, com as atenções de um outro grande guia mundial, ao caso um tal Donald Trump, não sei se sabem quem é...

A quem se debruçar sobre as dezenas de escritos que tenho vindo a produzir, dúvidas não restam de que, se tomadas as devidas medidas a tempo e horas, como o uso de máscaras, o nosso SNS, embora enfrentando a mais decisiva batalha da sua existência, não irá claudicar.

E também percebe que a ventilação assistida, embora faça parte do arsenal desse combate, será sempre um último recurso que, embora necessário, ainda assim demonstra fraca valia.

A pandemia até nem corre mal de todo e, ainda que os “cuidados intensivos” portugueses tenham demonstrado qualidade e taxas de sucesso que merecem destaque, sempre estivemos longe de esgotar a capacidade instalada. Até na improvisação de soluções de recurso fomos ímpares. É hoje uma realidade que, com a procura em retrocesso e a multiplicação da oferta, o défice de ventilação, que nunca existiu, já nem se põe.

Daí que eu não entenda a grande preocupação das nossas autoridades: tendo Portugal pago à cabeça ventiladores que foram desviados para a República Checa e outros mercados europeus, certamente mais exigentes, por que razão o Supremo Magistrado da Nação vem insistir agora no cumprimento de um contrato que foi violado. E quando, todos os dados apontam, já nem se justifica.

Se ousasse “falar grosso” ao Presidente chinês, e até porque já temos esse material disponível, teria preferido um Presidente que renunciasse a esse contrato de fornecimento e "exigisse" uma choruda indemnização. Alguém que conseguisse falar a língua que o mundo entende e até aproveitasse para pôr algum controlo noutros ilegítimos apetites.

Passo a explicar. Sem qualquer dúvida, muitos dos incêndios ocorridos em Portugal nos últimos anos, e alguns foram bem trágicos para milhares de portugueses, deveram-se à incúria na manutenção das linhas por parte de uma empresa chamada EDP, que nos cobra o couro e o cabelo e que, perante a “distração” dos nossos responsáveis, mantém o estatuto de intocável.

Para que servem os Tribunais, nacionais e internacionais?

Percebem por que mais uma vez pergunto por que certa malta nem sequer admite que se fale de mim?

Cândido Ferreira

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome