Edição online semanal
 
Segunda-feira 17 de Junho de 2019  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

O Desrespeito Pelos Utentes do SNS

06-12-2013 - Eduardo Milheiro

Nos consultórios e pequenas clínicas onde os médicos vão dar consultas, já é habitual marcar cinco ou dez doentes para a mesma hora, o que obriga muitas vezes a esperas de uma hora ou duas pela consulta, isto quando os médicos não chegam atrasados.

- Isto só tem um nome, fome de dinheiro ou falta de respeito pelos cidadãos doentes.

Nos centros de exame privados, o mesmo se passa, cinco ou dez doentes esperando uma hora ou duas pela sua vez para fazer o exame.

- Isto só tem um nome, fome de dinheiro ou falta de respeito pelos cidadãos doentes.

No Serviço Nacional de Saúde, isto não se passa com os médicos, pelo menos comigo nunca aconteceu estar uma hora ou mais à espera de ser atendido, 10 minutos um quarto de hora, o que é absolutamente normal, daí eu não me cansar de dizer bem do Serviço Nacional de Saúde.

Mas no melhor pano cai uma nódoa, e foi o que aconteceu comigo. Como sou diabético, de tempos a tempos querem verificar como tenho os pés, se há algum sinal de ferida, etc, o habitual controlo que é feito a quem tem esta doença.

Tinha uma consulta agendada para uma Enfermeira fazer este tipo exame marcado para as dez e meia da manhã, cheguei às 10 horas e quinze minutos e confirmei com a funcionária administrativa que estava lá, respondendo-me para esperar que me chamassem. Até aqui tudo bem.

11 Horas da manhã, depois de ter visto a enfermeira no corredor e sem chamar ninguém, tomei a decisão que se impunha, já não me quero enervar porque posso ter de vir a responder por actos feitos ou ditos involuntariamente, já não estou para isso, tenho outros métodos se eu quiser para esclarecer este assunto que posso usar, mas voltando à decisão, cheguei junto da funcionária administrativa e disse, “minha senhora, quando a enfermeira me chamar, se é que chegou chamar, diga-lhe por favor que me fui embora, estou aqui à 45 minutos e não vou esperar nem mais um minuto.

O Serviço Nacional de Saúde tem gente desta, não é perfeito mas é bom, mas este tipo de funcionários ajuda a que aqueles que lutam pela privatização da saúde vão tendo argumentos para o fazer.

É óbvio que uma andorinha não faz a Primavera, mas este tipo de funcionários deviam ser reciclados, reeducados, e meterem-lhe na cabeça que os seus ordenados existem porque os cidadãos os pagam com os impostos que lhes cobram, e que os doentes ou utentes são para serem tratados com dignidade.

Eduardo Milheiro

 

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome