Edição online semanal
 
Segunda-feira 17 de Junho de 2019  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

HISTÓRIAS – XVIII

24-05-2019 - Henrique Pratas

Esta é fresquinha tem um semana, mas para eu não me esqueça o melhor é coloca-la já no papel, isto porque a idade já não é o que era e muitas vezes o disco rígido que já transborda não se recorda de “ocorrências” vividas e passadas.

Na semana que passou vem ao meu local de trabalho o carteiro entregar correspondência que vinha registada com aviso de receção, eram nem mais nem menos que os Termos de Aceitação que as entidades beneficiárias que se candidataram aos Fundos de Solidariedade da União Europeia para os fogos ocorridos em 2017, devolvidos devidamente assinados e com a indicação do NIB da conta bancária onde querem ver os valores das despesas realizadas, face ao valor aprovado para os diferentes Municípios afetados e que apresentaram candidaturas aos mesmos.

O carteiro chegou, tocou há campainha, isto era hora de almoço e apenas estava eu, fui – lhe abrir a porta e explicou-me ao que vinha, tinha cartas para nos entregar, mas vinham registadas como manda o figurino e a transparência da gestão dos Fundos, fui assinando os registos como ele me pediu colocando o primeiro e último nome de forma legível nos avisos de receção e depois disso solicita-me que faça uma rubrica num equipamento que transporta com ele, coisas relacionadas com as novas tecnologias.

Passou-me a máquina para a mão e com o meu dedo lá fiz a rubrica tão solicitada e desejada, para fechar este complexo processo, mas não deixei de lhe dizer que tinha um amigo que foi comandante da marinha mercante que dizia, isto com o avanço das novas tecnologias acabamos todos a apanhar no cú.

O carteiro aí ficou sem jeito e não teve palavra para me responder, provavelmente não percebeu, ou entendeu o que lhe estava a dizer, mas também não fiquei preocupado com isso, mas acrescentei-lhe uma outra coisa, que aí ele ficou estarrecido, olhe que o seu Presidente vai pedir a demissão hoje.

Eu não tinha certezas, mas já tinha ouvido umas conversas que o senhor Presidente em exercício dos CTT, queria largar aquilo, motivos não os conheço bem a fundo, talvez daqui a uns dias o venhamos a saber. Aqui o carteiro quando eu lhe fiz esta afirmação ficou ainda mais estarrecido, do que o que tinha ficado anteriormente, afastou-se de mim e deve ter pensado este “gajo” está doido, chamou o elevador e assim que chegou colocou-se dentro dele e até hoje não deu cor de si.

Por coincidência ou não no final desse dia o Presidente dos CTT apresentava a sua demissão e quanto ao resto que lhe disse façam o favor d ler nas entrelinhas o que lhe quis transmitir e que ele não entendeu de todo e que foi que eles enquanto trabalhadores estavam a cavar a sua própria sepultura, dando oportunidades à introdução de novas tecnologias que no limite irão acabar com os seus postos de trabalho.

É certo que poderia ter dito as coisas desta forma, mas já não tenho paciência para pensar por mim e pelos outros, então há muito que decidi produzir afirmações que aparentemente não fazem sentido, mas que quem tiver um dedo de testa e pensar uma bocadinho, não é preciso muito, entenderá aquilo que digo, acho, até prova em contrário que é uma forma de pôr esta gente a pensar sobre o que anda a fazer, estou cansado de produzir afirmações explicitas e as pessoas não entendam o que digo, tenho-lhes facilitado a vida é certo e acho que é o mais correto, mas como os resultados estão há vista, vamos utilizar outro processo de comunicação, com o intuito de colocar as cabecinhas pensantes a funcionar, já que através do outro processo as coisas não resultaram, pensem o que quiserem mas há que agitar estas mentes, chega de fazer o trabalho de casa por eles, têm que aprender a mastigar as coisas, habituaram-se a que alguém o fizesse por eles, está na hora dos interessados o fazerem por eles próprios.

Henrique Pratas

 

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome