Edição online semanal
 
Domingo 21 de Outubro de 2018  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Poço sem Fundo

20-07-2018 - Henrique Pratas

Utilizo esta expressão para designar o estado em que nos encontramos neste País, onde não se pode afirmar que o “Rei vai Nu” por não ser politicamente correto.

Mas eu não sei quantos inquéritos de averiguação se abriram em diferentes situações, mas também desconheço os que foram encerrados e quais as suas conclusões. Quando se abre um inquérito por qualquer motivo ele é noticia, como são tantos os que se abrem o seu resultado já não o é, recordo-me do “Raríssimas” do de Tancos o dos incêndios, e demais de um cem número deles mas conclusões nada, não tenho memória que exista alguma conclusão ou consequência.

Sofremos de inqueri-te aguda, por dá cá aquela palha abre-se um inquérito, mas o seu resultado nunca é divulgado ou se o é eu estou pouco atento. Contrariamente ao que acontece noutros Países quando algum membro do Governo não está de acordo com um política ou qualquer acontecimento que ocorreu e que estava sob a sua alçada, eles pedem a demissão imediatamente, comportamento diferente este não é e porque será?

Tancos e o que por lá se passou voltou de novo á baila porque o inquérito para apurar responsabilidades ainda não foi concluído, li essa notícia e nela continha uma informação que ainda é a meu ver pior do que esta e que diz respeito que alguns oficiais foram promovidos de forma ilegal. Estou a escrever o que li e a ser verdade é muito grave e um péssimo exemplo para uma instituição que se diz impoluta e acima de todas as suspeitas e apartidárias.

Mas as desagradáveis noticias neste País à beira-mar plantado não param, no Debate da Nação o PS já começou a “deitar a escada” aos partidos ditos da esquerda parlamentar, mas a pergunta fica com é que o PS quer governar com o PPD/PSD e CDS/PP ou com os Partidos com os quais formam Governo nesta legislatura, é que isto de uns dias querer uma coisa e outras querer outra não deveria poder ser, definam-se, sejam coerentes, porque senão os eleitores não os entendem, nem os próprios militantes que fazem integrante do Partido os entende e isto obriga a que muitos “caça-lugares” andem sistematicamente a fazer pinos e cambalhotas para poderem guardar os seus lugarzinhos que tanto trabalho lhes deu a conseguir, tendo mesmo que engolir quase o jardim zoológico todo, haja coerência e decência.

Não queria deixar de fazer menção à atitude que o nosso primeiro – ministro teve com o senhor Juncker, não é aquele dos esquentadores, o da Comissão Europeia, que segundo o nosso Primeiro teve um crise de ciática, eu por cá tenho visto muitas e algumas começam logo de manhã, até há muito pouco tempo o Presidente de uma Instituição Desportiva de renome, também teve repentinamente uma crise de igual manifestação, enfim a ciática constitui já um motivo de desculpa para muitos males que não esse.

Na cimeira da NATO o Presidente dos Estados Unidos da América, quis impor a todos os membros da referida organização que afetassem 4% do valor do PIB à defesa fazendo assim um esforço maior do que têm feito, porque isto dos EUA da América andarem a carregar com a defesa mundial já chega. Penso que o nosso País não tem condições para satisfazer este desejo, que apenas surge pelo facto de os EUA possuírem uma indústria de armamento com um peso significativo na economia americana, mas se o fizerem é desta que vamos invadir de nossos as PALOPs e reconquistá-los. Na minha opinião o que deveríamos fazer era investir na paz, as guerras só existem porque os interesses económicos são muitos e cada vez maiores.

Termino este meu texto, tal e qual como o comecei alguém sabe quantos inquéritos foram abertos e quantos foram encerrados? Eu não sei, sei que foram muitos e conhecimento de resultados poucos ou nenhuns, mais uma vez isto é o reflexo de um País que se encontra em roda livre, em que a decência, o decoro, a ética, o profissionalismo, a coerência, andam arredados do que deveria existir na nossa sociedade, entrámos numa era do vale tudo em que é possuidor de dinheiro passa por cima de tudo e de todos e aqueles que o não possuem fazem de tudo para o terem (dinheiro), como lá se chega não importa.

Henrique Pratas

 

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome