Edição online semanal
 
Quarta-feira 14 de Novembro de 2018  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 
DOSSIERS
 
Razões para a candidatura à integração na Rede Portuguesa de Museus

04-04-2014

Dentro deste quadro situacional e considerando as suas funções comunicativa e educativa fundamentais, para a transmissão pública dos conteúdos e do seu acervo, numa perspectiva de serviço público, verificámos a existência de constrangimentos ao funcionamento adequado desta unidade, sendo pertinente pensarmos em políticas de desenvolvimento e aperfeiçoamento da actividade museológica.

Um planeamento orientado para o futuro e que levasse o Museu a um esforço de aperfeiçoamento do seu compromisso social, levou-nos a equacionar a possível integração deste Museu na Rede. Se o encarámos de forma demasiado ambiciosa? Talvez, mas pensámo-lo por constituir uma consolidação do trabalho até aqui desenvolvido, como um objectivo a médio prazo.

A vontade de pertencer à Rede tende a ser entendida como um reconhecimento do valor dos museus, “tendo em vista a promoção do acesso à cultura e o enriquecimento do património cultural, através da observância de padrões de rigor e de qualidade no exercício das funções museológicas” (Despacho Normativo n.º 3/2006: 603).

No caso de Almeirim, considerámos que esta integração poderia dar maior visibilidade ao Museu e fomentar a cooperação com outras instituições, numa atitude de abertura, evitando um contexto de isolamento e perspectivando a promoção clara e objectiva do acesso à cultura, no âmbito de um museu municipal.

Neste sentido, sugerimos que o Museu direccione a sua actividade no incremento das relações com a comunidade e no cumprimento das funções museológicas, que terão de ser mantidas para que possa, numa fase posterior do processo, ir gozando do estatuto de museu da Rede.

Esta possibilidade de candidatura considerou os objectivos fundamentais da Rede, isto é, a valorização e qualificação de museus descentralizados, bem como a cooperação e articulação entre instituições museológicas, numa reflexão sobre o que poderia ser profícuo para esta entidade museal. Entendemos que a preparação do dossiê de candidatura se mostraria como um desafio na definição de um modelo de gestão sustentável, que garantisse a eficácia do desempenho do Museu.

A partir desta reflexão, pudemos definir seis razões, que em nosso entender, justificam a preparação da candidatura do Museu Municipal de Almeirim no âmbito da Rede Portuguesa de Museus:

- O reconhecimento exterior do valor patrimonial e histórico do Concelho;

- A determinação de uma política museológica e patrimonial de carácter concelhio, apoiada em pressupostos institucionalizados;

- A validação exterior das estratégias e acções desenvolvidas para o alcance dos objectivos;

- A maior visibilidade para o Museu, ao nível nacional e internacional, através dos instrumentos de divulgação da Rede;

- A maior probabilidade do estabelecimento de parcerias, no âmbito e fora da Rede, com vista ao cumprimento das funções museológicas;

- A possibilidade de acesso aos apoios técnicos e financeiros da Rede.

 

Milheiro*, Marta (2013) Contributos para uma candidatura à Rede Portuguesa de Museus – o caso do Museu Municipal de Almeirim (trabalho de Projecto para obtenção do grau de Mestre em Museologia).

*Licenciada em História da Arte e Mestre em Museologia pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa.

 

 

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome