Edição online semanal
 
Quarta-feira 15 de Agosto de 2018  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo

Questões Oportunas

Lixo muito lixo
03-08-2018 - Redacção

A cidade de Almeirim encontra-se numa encruzilhada, sem que se aviste a melhor saída. Entre a espada da modernidade e a parede da ruralidade a cidade debate-se com questões sérias, que parecem não encontrar respostas, nem nas autoridades locais, nem nas populações, que no seu normal encolher e ombros apático, olham para o lado fingindo que tudo vai bem.

Mas não vai, ao andarmos pelas ruas de Almeirim verificamos a sujeira em que isso está aí. Os caixotes do lixo apresentam um aspecto sujo, pouco cuidado sem higiene nenhuma de espécie alguma, a recolha do lixo é feita de uma forma que deixa muito a desejar, contentores ficam com a tampa aberta, restos de lixo espalhados pelo chão, líquidos pútridos que atraem moscas e ratos, por todo o lado se vê um desleixo incrível, fato que pode ser diariamente constatado, nos questionamos se acaso não existem responsáveis camarários por essa questão dos lixos, da limpeza dos contentores ou da formação dos funcionários que manobram os equipamentos de recolha dos lixos?

Se é verdade que existem tais responsáveis, porque eles não estão mais fazendo seu trabalho, porque olhando as ruas se vê que ninguém dessa gente está fazendo seu trabalho de forma correta, nós compreendemos que não é um trabalho fácil, nem um trabalho de que se goste com facilidade, mas sendo um trabalho essencial não deveria ser feito com profissionalismo, com regras bem definidas, com cuidado, ao invés disso que assistimos hoje, uma bagunça das mais completas que se pode ver, deixando as ruas num estado deprimente, ainda mais sujas do que normalmente já são.

A questão não pode porém ser vista apenas pelo lado da falta de interesse da edilidade, existe aqui também muita falta de amor-próprio da população, que gente é essa que suja a sua terra, que gente é essa que só faz sujeira para outros limparem, que gente é essa que não questiona seus autarcas, que gente é essa que encolho o ombro e olha para o lado fingindo estar tudo bem, que gente é essa?

Entendemos que os conceitos de urbanidade civilizada de um ambiente citadino urbano, não são fáceis de repetir assim em pequenas cidades do interior com um pendor mais rural, onde os hábitos de higiene são mais descuidados, onde os hábitos de limpeza são descurados, onde o respeito pelo ambiente não está nas primeiras prioridades dos seus habitantes, mas é para isso que existem Leis, que obrigam as pessoas a cuidarem da limpeza, caso não o façam existem multas, para jogar papel no chão, para cuspir no chão, para não apanhar fezes de seu cachorro, enfim para impedir que as pessoas menos higiénicas aprendam a respeitar a limpeza que é de todos, para isso seria necessário que os agentes da autoridade do Estado também colaborassem e fizessem o seu serviço em suas patrulhas diárias pela cidade, autuassem os prevaricadores, ao invés nada disso sucede, todo o mundo encolhe o ombro, olha para o outro lado fingindo que está tudo bem, quando não está.

Uma cidade não é apenas cidade por decreto legal, é sobretudo pelo conjunto de seus habitantes pelo respeito que estes possuem por seu conjunto de regras da vida em sociedade, olhando para essa questão, Almeirim, está muito longe de ser uma cidade, Almeirim tem falta de civilidade de urbanidade, de respeito pelas regras da vida societária do mundo moderno. Olhando as ruas dessa cidade nada disso parece fazer sentido aqui, olhando para a falta de higiene, Almeirim não cumpre os mínimos para ser uma cidade civilizada desenvolvida com gente civilizada.

 

 

 

Voltar

 

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome