Edição online semanal
 
Sexta-feira 24 de Novembro de 2017  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

INTELIGÊNCIA MILITAR NO GARIMPO DE DIAMANTES

03-11-2017 - Maka Angola

O presidente João Lourenço convocou para o dia 1 de Novembro uma reunião do Conselho de Defesa e Segurança, com vista a analisar a situação da imigração ilegal e a exploração ilegal de diamantes.

Uma das maiores preocupações no que diz respeito à imigração ilegal é a fuga de mais de 18 mil homens das áreas de acolhimento de refugiados na Lunda-Norte, provenientes da República Democrática do Congo.

“Na realidade, não sabemos quem são esses homens e como se espalharam pelo país ou pelas Lundas, em zonas de garimpo de diamantes. Sabemos que não regressaram ao seu país de origem”, refere uma fonte.

Por outro lado, a discussão sobre a exploração ilegal de diamantes deverá ser um momento quente do encontro.

O Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE) remeteu ao chefe de Estado informação sobre as actividades de garimpo ilegal nas áreas do Cosse, nas margens do Rio Luembe, município do Nzagi, na província da Lunda-Norte, que envolve o Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM).

Sob comando directo do chefe do Grupo Operativo de Inteligência Militar na Lunda-Norte, coronel Manuel Francisco Cabombo, equipas e meios do SISM, recorrendo a cidadãos estrangeiros ilegais, têm estado envolvidas em actividades ilícitas de garimpo. Esses mesmos grupos também se dedicam à extorsão e chantagem de garimpeiros independentes que actuam na zona.

Fontes locais indicam que o coronel Cabombo já está a retirar grandes dividendos da empreitada, sem, contudo, entregar os diamantes à direcção do SISM, como era suposto acontecer.

O chefe do SISM, general Zé Maria, é um dos convidados de João Lourenço para a referida reunião.

Há já algum tempo que o general Zé Maria tem dedicado esforços à criação de uma cooperativa para a exploração de diamantes, como forma de gerar rendimentos paralelos ao Orçamento Geral do Estado para o fundo de maneio do SISM.

Em Cabinda, o general Zé Maria tem engajado o SISM na exploração de madeira como parte dos seus esforços empresariais para a manutenção do referido fundo de maneio sem recurso ao OGE.

Fonte: Maka Angola

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome