Edição online quinzenal
 
Domingo 21 de Abril de 2024  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

“Parlamento refém de birra de criança de 40 e tal anos”. IL arrasa “tristíssimo espectáculo” do Chega

29-03-2024 - Zap

O presidente da Inciativa Liberal, Rui Rocha, acusa o Chega e André Ventura de deixarem o Parlamento português “refém de uma birra” num comportamento de “criança mimada e grande” que “bloqueia o início da solução dos problemas dos portugueses”.

As declarações de Rui Rocha surgem depois do impasse verificado na eleição do presidente da Assembleia da República (AR). A Aliança Democrática não conseguiu eleger José Pedro Aguiar-Branco, nem o PS conseguiu que Francisco Assis ganhasse com a maioria de 116 votos necessários para confirmar a escolha.

O Chega foi decisivo para esse desfecho, levando a votação a uma terceira volta, onde o impasse se manteve.

Para Rui Rocha foi um “tristíssimo espectáculo” e uma actuação “lamentável” por parte do Chega e dos seus 50 deputados.

O líder da Iniciativa Liberal (IL) nota que “a democracia portuguesa” e “o Parlamento português” estão “reféns de um irresponsável”, sublinhando que “esse irresponsável chama-se André Ventura”.

“Imagino o que seja as pessoas estarem lá em casa à espera de soluções para a saúde, para a educação, para os impostos, para o futuro dos seus filhos, e assistirem a este tristíssimo espectáculo”, acrescenta ainda Rui Rocha.

Chega abriu possibilidade de eleger “outro socialista”

Referindo-se à última votação do dia, em que os deputados escolheram entre Aguiar-Branco e Assis, Rui Rocha destaca, com indignação, que os deputados do Chega não foram “capazes de decidir” entre “um candidato socialista” e a escolha da aliança de direita.

“As pessoas que votaram no Chega perante esta vergonha, o que é que consideram em relação ao seu voto – era isto que queriam?”, questiona o líder da IL, apontando que o Chega abriu “a possibilidade de um outro socialista suceder a Augusto Santos Silva“.

A votação terá de ser feita novamente na quarta-feira, para ver se se desfaz o que Rui Rocha define como um impasse “absolutamente inadmissível”. “Já devíamos estar a preparar esta legislatura, a apresentar e a discutir medidas, a resolver a vida dos portugueses”, nota.

Sempre apontando o dedo a Ventura, Rocha fala do líder do Chega como “uma criança de 40 e tal anos”, “mimada e grande”, que “bloqueia o início da solução dos problemas dos portugueses“.

“Como pai, o que sei é que as birras resolvem-se com boa educação, agora com crianças de 40 e tal anos, tenho dificuldade em saber quais as medidas correctas”, atira ainda o líder da IL, sem conseguir prever como, ou quando, é que o impasse se vai resolver.

Fonte: ZAP

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome