Edição online semanal
 
Sexta-feira 28 de Fevereiro de 2020  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Ana Gomes apontada à Presidência. “Costa jamais permitirá”

24-01-2020 - Lusa

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura.

“Acho que não há personalidade em melhores condições do que Ana Gomes para ser candidata à Presidência da República. E também acho que era bom que a esquerda democrática tivesse um candidato”, disse o socialista, em declarações à Rádio Renascença.

“Se [Ana Gomes] se candidatar,  seguramente vou apoiá-la”, reiterou, dizendo que no seu entender “neste momento não há no espaço da esquerda democrática melhor candidato a Presidente da República do que Ana Gomes”.

Também o jornal i faz capa com o assunto esta quinta-feira, dizendo que cresce no PS uma onda de fundo para convencer a antiga eurodeputada a enfrentar o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. “Não há melhor candidata”, “faz falta ao país” ou o estilo de “Marcelo está esgotado” são algumas das frases de militantes como Francisco Assis, Ricardo Gonçalves ou Daniel Adrião citadas pelo jornal.

Apesar do apoio de alguns militantes, Ana Gomes disse que não equaciona uma candidatura a Belém. “ Não estou disponível para me coarctar da liberdade que é hoje essencial para a minha capacidade de intervenção cívica“, justificou, em entrevista à RTP.

“Acho mais importante ter hoje liberdade de dizer o que digo de forma sustentada”.

Questionada sobre se mudaria a sua posição caso o PS considerasse o seu nome na corrida à Presidência da República, Ana Gomes foi clara: “Não se incomode com isso porque o primeiro-ministro, António Costa, jamais o permitirá”, respondeu.

Ainda sobre as eleições presidenciais, que vão decorrer em 2021, a antiga eurodeputada disse não ter “dúvida nenhuma” de que Marcelo se vai recandidatar e ser eleito, considerando, contudo, que o  PS deve apresentar um candidato para “federar as esquerdas”, considerou na mesma entrevista ao canal público.

Quanto às consequências do caso Luanda Leaks, Ana Gomes pediu a demissão do antigo ministro das Finanças Teixeira dos Santos, da presidência do EuroBic.

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome