Edição online semanal
 
Sexta-feira 6 de Dezembro de 2019  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Tempo de espera no SNS continua a aumentar. 245 mil esperam por cirurgia

22-11-2019 - N.A.

Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologista e Urologia apresenta tempos de espera críticos, enquanto Cirurgia e Ginecologia melhoraram o tempo de espera para o utente.

Nos dados referentes ao ano passado, o número de utentes em lista de espera para uma cirurgia no Serviço Nacional de Saúde (SNS) caiu, mas este ano parece verificar-se cada vez mais um aumento significativo nos nomes que se encontram em lista de espera, com 245 mil inscritos no ano passado,  avança o ‘Jornal de Notícias’ na quarta-feira, 20 de Novembro.

Apesar de algumas especialidades apresentaram melhorias, como a Cirurgia e Ginecologia, há outras em que o tempo de espera se mantém crítico, como é o exemplo de Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologista e Urologia. À publicação, o Ministério da Saúde garantiu que o plano “está a ser continuamente monitorizado e será avaliado no início de 2020”.

Os dados do SNS, actualizados em Agosto, revelavam que à data existiam 15 hospitais que não cumprem os tempos máximos de resposta, com destaque para os hospitais de São João e de São Sebastião nas cirurgias de obesidade, para o IPO de Lisboa na radioterapia cirúrgica e para os hospitais de Abrantes, D. Estefânia, Garcia da Orta e Litoral Alentejano na especialidade de Ortopedia.

A publicação noticia que existem 22 hospitais no SNS que não conseguem cumprir os tempos máximos de espera quando se trata de cirurgias oncológicas prioritárias, aumentando em quatro o número de hospitais com dificuldade de resposta face ao ano passado.

De acordo com os dados analisados pelo JN, o Hospital de Faro demorada 1.390 dias (3,8 anos) a garantir uma primeira consulta de ortopedia, enquanto nas consultas de prioridade normal tinha um tempo de espera na ordem de 1.309 dias. Por sua vez, o Hospital Sousa Martins, na Guarda, tinha o tempo de esperado fixado em 1.814 dias (cinco anos) para cardiologia.

Fonte: Jornal Económico

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome