Edição online semanal
 
Sexta-feira 20 de Setembro de 2019  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Motoristas e Antram sem acordo. Governo terá que decidir serviços mínimos

30-08-2019 - Alexandre Brito - RTP

Não houve acordo sobre os serviços mínimos para a greve dos motoristas de matérias perigosas que tem início marcado para 7 de setembro. Em causa estão os sábados, domingos e feriados.

À saída do encontro, que durou várias horas, o presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas afirmou que "não houve acordo nos serviços mínimos".

Em causa, disse Francisco São Bento, estão os "níveis e percentagens" de serviços mínimos para sábado, domingo e feriados, que, alega o sindicato, não há forma de "conseguir verificar".

Perante tal, o Sindicato diz que terá que ser agora o Governo a "decretar quais serão os níveis de serviços mínimos" para esses momentos.

Apesar de tudo, diz Francisco São Bento, o encontro com a Antram correu bem. "Consideramos que até se deram alguns avanços na relação entre o sindicato e a Antram", disse. "Foi uma reunião bastante produtiva e que futuramente dará bons frutos".

Antram volta a propor mediação imediata

André Matias de Almeida, porta-voz da Antram, disse à saída do encontro que as "partes estão de acordo que haja serviços mínimos, isso é um ponto a sublinhar". "A Antram propôs que esses serviços mínimos fossem, se e quando, na medida do necessário, para sábado, domingo e feriados. Essa proposta foi recusada", disse. 

"Não foi possível o entendimento porque o sindicato entende que deve competir às entidades governamentais definir quais as percentagens que devem constar desses serviços mínimos" , afirmou André Matias de Almeida 

O porta-voz da Antram adiantou ainda que "na área da saúde o sindicato aceitou que os serviços mínimos fossem de 100 por cento".

Questionado sobre os avanços na relação com o sindicato, André Matias de Almeida afirmou que "da parte da Antram não mudou nada. Continua de boa fé negocial".

E adiantou que "a reunião de hoje começou com uma proposta da Antram para que fossemos para a mediação novamente. Essa proposta foi conversada. Infelizmente não foi possível porque o sindicato quis novamente que houvesse alguns resultados estabelecidos à partida. Esperamos que até ao início da greve essa posição possa ser revista", acrescentou.

A Antram está disponível para "apresentar uma folha em branco nessa mediação para que o sindicato" inscreva nela o que entende que deve "ser dicutido na mediação".

Entre 7 e 22 de setembro, os motoristas de matérias perigosas vão fazer greve às horas extraordinárias, fins de semana e feriados.

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome