Edição online semanal
 
Terça-feira 25 de Setembro de 2018  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Co-fundador da Wikileaks desapareceu na Noruega

07-09-2018 - Graça Andrade Ramos

A polícia norueguesa procura Arjen Kamphuis, um especialista em cibersegurança, visto pela última vez dia 20 de agosto no norte do país. "Abrimos um inquérito", admitiu um porta-voz da polícia, Tommy Bech, à Agência France Press.

Bech afirmou "não fazer ideia" onde ele possa estar e recusou "especular sobre o que possa ter sucedido". De acordo com a agência de notícias norueguesa, NRK, a polícia diz que Kamphuis desapareceu sem deixar rasto.

Na rede social Twitter, a Wikileaks considerou "estranho" o desaparecimento de Kamphuis.

De acordo com a organização, baseada em informações de amigos do holandês de 47 anos, este foi visto pela última vez quando saía do seu hotel em Bodo, levando no bolso um bilhete de comboio para Trondheim, cerca de 700 quilómetros mais a sul.

Deveria apanhar um avião nesta cidade para regressar a Amsterdão dia 22 de agosto, no final de duas semanas de férias de mochila às costas na Noruega.

A viagem entre Bodo e Trondheim dura cerca de 10 horas, "o que sugere que ele desapareceu a poucas horas de Bodo, Trondheim ou no próprio comboio", refere ainda a Wikileaks.

Dois jornais locais publicaram fotografias de Arjen, apelando ao público norueguês para fornecer pistas. O apelo é ecoado e alargado no Twitter por uma amiga do ciber-especialista. Ancilla refere que um homem semelhante a Kamphuis terá sido avistado na Dinamarca entre 28 e 29 de agosto.

Khampuis mede um metro e 78 centímetros, tem cabelo loiro e comprido e usa óculos. Veste habitualmente de preto e usa uma mochila igualmente preta. Gosta ainda de viajar a pé, refere um dos primeiros alertas do seu desaparecimento.

O holandês é um conhecido hacker - pirata informático e co-fundou a Gendo, uma empresa holandesa de consultoria cibernética, onde é diretor do departamento de tecnologia. É ainda co-autor de um livro sobre segurança de informação para jornalistas.

A Wikileaks é uma organização que publica online documentação confidencial e alegadamente comprometedora de departamentos governamentais e de empresas. Em 2010 celebrizou-se ao divulgar milhares de documentos secretos das forças militares norte-americanas.

O seu fundador e principal rosto, é Julian Assange, um cidadão australiano de 47 anos, que está refugiado desde 2012 na embaixada do Equador em Londres, Inglaterra, para fugir à extradição para os Estados Unidos da América, que pretende julgá-lo pela divulgação dos documentos militares.

Fonte: RTP

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome