Edição online semanal
 
Quarta-feira 2 de Dezembro de 2020  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Costa: "Natal? Famílias têm de se preparar para não se juntarem tanto"

13-11-2020 - NA/DN/SIC

António Costa confirmou que  todos os estabelecimentos comerciais e de restauração vão ter de fechar a partir das 13h até às 8h do dia seguinte, nos próximos dois fins de semana . A  restauração só poderá funcionar depois das 13h para serviço de take away .

As exceções são os estabelecimentos que já abriam antes das 8h, como padarias, farmácias, funerárias, retalho alimentar, e lojas com porta para a rua e com uma área com menos de 200 metros quadrados.

António Costa confirmou que  todos os estabelecimentos comerciais e de restauração vão ter de fechar a partir das 13h até às 8h do dia seguinte, nos próximos dois fins de semana . A  restauração só poderá funcionar depois das 13h para serviço de take away .

As exceções são os estabelecimentos que já abriam antes das 8h, como padarias, farmácias, funerárias, retalho alimentar, e lojas com porta para a rua e com uma área com menos de 200 metros quadrados.

António Costa  anunciou ainda um apoio especial à restauração  para os concelhos onde os restaurantes vão ter de fechar às 13h no fim de semana. Os restaurantes vão receber 20% da perda de receita.

O Governo retirou sete concelhos da lista de risco e acrescentou 77.  Ao todo, há agora 191 concelhos considerados de risco.

Os concelhos que saíram:  Moimenta da Beira, Taboaço, São João da Pesqueira, Pinhel, Tondela e Batalha.

Os concelhos que entraram na lista:

Manteigas

Freixo de Espada à Cinta

Figueira de Castelo Rodrigo

Coruche

Seia

Proença-a-Nova

Monforte

Vieira do Minho

Mealhada

Celorico da Beira

Castro Daire

Arronches

Nelas

Vila Nova de Foz Côa

Mora

Torre de Moncorvo

Mêda

Mangualde

Salvaterra de Magos

Pampilhosa da Serra

Ourém

Vila do Bispo

Penela

Miranda do Douro

Albergaria-a-Velha

Águeda

Oliveira do Bairro

Arganil

Grândola

Resende

Mira

Ílhavo

Abrantes

Boticas

Coimbra

Almeida

Cantanhede

Almeirim

Ferreira do Alentejo

São Pedro do Sul

Estarreja

Faro

Cuba

Mirandela

Campo Maior

Miranda do Corvo

Alcanena

Ponte de Sor

Condeixa-a-Nova

Arcos de Valdevez

Montalegre

Montemor-o-Velho

Crato

Viseu

Reguengos de Monsaraz

Vagos

Penalva do Castelo

Sousel

Évora

Penamacor

Murtosa

Lamego

Vila Real de Santo António

Albufeira

Carrazeda de Ansiães

Elvas

Vila Nova de Paiva

Alvaiázere

Tábua

Portalegre

Portimão

Ansião

Tavira

Lagos

Aljustrel

Anadia

Sátão

Na conferência de imprensa, o primeiro-ministro reconheceu que a  "situação é grave" e "mais crítica do que na primeira fase".  Destacou as medidas "menos intensas" do que as aplicadas em março.

Sobre as medidas que entraram em vigor com o estado de emergência, António Costa  elogiou o comportamento cívico "exemplar" dos portugueses.

"Reconheço que a comunicação gerou equívocos"

ESTADO DE EMERGÊNCIA

Portugal entrou na segunda-feira em estado de emergência até 23 de novembro, impondo entre outras medidas o  recolher obrigatório noturno  nos concelhos com mais casos de infeção, 121 até esta quinta-feira.

Esta medida de proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00 em dias de semana e, nos próximos dois fins de semana, a partir das 13h00.

Entre estes municípios, que abrangem 70% da população residente,  incluem-se todos os concelhos das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto .

PORTUGAL É DOS POUCOS PAÍSES ONDE A SEGUNDA VAGA ESTÁ A MATAR MAIS QUE O PRIMEIRO SURTO

Nos últimos 14 dias e tendo em conta a população,  Portugal registou mais vítimas mortais do que a Grécia, Alemanha ou Suécia , mas menos que Itália, França, Espanha ou Bélgica.

Segundo o Jornal de Negócios desta quinta-feira, apenas a Grécia e os países do Leste euopeu estão a registar mais mortes nesta segunda vaga do que na primeira, na primavera.

Em Portugal a  situação é mais grave no Norte  - onde a mortalidade continua a subir e, segundo o jornal I, na última semana foi ultrapassado um novo máximo, com mais mortes do que em todo o mês de outubro.

Também na região Centro já morreram mais pessoas infetadas nestes 11 dias de novembro do que em todo o mês de outubro.

PICO DE INFECCIOSIDADE "JÁ PODERÁ TER PASSADO" NO NORTE DO PAÍS

Em declarações à agência Lusa, Óscar Felgueiras, matemático especialista em epidemiologia da Universidade do Porto, explicou esta quarta-feira que os modelos matemáticos apontam para uma "estabilização na ordem dos 3.000 casos diários para a região Norte" nesta e na próxima semana.

Apesar de ser ainda necessária uma "consolidação e avaliação dos dados", os modelos estatísticos indicam que o  "pico de infecciosidade já poderá ter passado" , isto é, que o momento com o "maior número de início de sintomas na região, eventualmente, já terá passado".

Fonte: DN.pt

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome