Edição online semanal
 
Quinta-feira 29 de Outubro de 2020  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Donald Trump com covid-19 entrou na Casa Branca sem máscara

09-10-2020 - Rita Neves Costa

O presidente dos Estados Unidos saiu esta segunda-feira à noite do hospital militar Walter Reed, onde esteve internado desde a passada sexta-feira, após ser diagnosticado com covid-19. No momento em que subiu a escadaria da Casa Branca, Trump tirou a máscara e colocou-a no bolso.

Trump tentou mostrar uma imagem de força esta segunda-feira. Com o punho cerrado e os polegares levantados, o presidente dos EUA (ainda infetado) não respondeu às perguntas dos jornalistas, mas minutos antes, voltou a atacar no Twitter. Os alvos já são conhecidos: os meios de comunicação social, o Partido Democrata e a China. O candidato republicano às eleições presidenciais de novembro prometeu até voltar a ações de campanha. "As notícias falsas só mostram sondagens falsas", rematou, em alusão à vantagem de Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca.

Ainda na mesma rede social, o presidente norte-americano transcreveu uma frase da colunista Miranda Devine, do jornal "New York Post", que o elogiou e disse que se o candidato republicano recuperasse e voltasse à campanha seria "um herói incrível", tinha sobrevivido aos "truques sujos" dos democratas e ao "vírus da China". As palavras da conservadora australiana foram recebidas com agrado por Trump, que acrescentou: "Estava vencido [vírus] até a praga vir da China. Vamos vencer de qualquer forma".

Já de regresso à Casa Branca, Trump estava preocupado com as câmaras. Subiu a escadaria de máscara, esperou que o helicóptero Marine One, que o levou até "casa", abandonasse o relvado e saudou-o com uma continência. Durante vários minutos, o presidente dos EUA permaneceu quieto em frente da porta, tirou máscara e colocou-a no bolso. Uma manobra à "estrela de reality show", classificam alguns média dos Estados Unidos.

De acordo com a televisão CNN, já depois de ter entrado na Casa Branca, Trump voltou a sair para regravar, com a sua equipa, o momento do regresso.

Minutos depois, voltava à base no Twitter. Num vídeo publicado na rede social, o republicano reforça a ideia de que é possível vencer o vírus e que "talvez seja imune". "As vacinas vão chegar dentro de momentos", acrescentou.

O presidente norte-americano vai continuar o tratamento na Casa Branca e será acompanhado 24 horas por uma equipa de médicos e enfermeiros.

Fonte: JN.pt

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome