Edição online semanal
 
Sexta-feira 29 de Maio de 2020  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Itália aprova plano de 55 mil milhões de euros para ajudar famílias e empresas

15-05-2020 - RTP

O Governo italiano aprovou um pacote de estímulos no valor de 55 mil milhões de euros para enfrentar a emergência económica causada pelo novo coronavírus. O apoio a trabalhadores em lay-off e ao turismo são algumas das medidas de destaque do executivo em Roma.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, diz que se trata de um apoio ambicioso, que tem em vista a ajuda ao turismo e a pequenas e médias empresas.

Este é um apoio que lança as bases para a recuperação de Itália, um dos países mais afetados pela Covid-19, com mais de 31 mil mortos e mais de 222 mil casos confirmados.

O decreto estabelece a distribuição de 25,6 mil milhões de ajuda para apoiar trabalhadores independentes ou em lay-off e mais 15 a 16 mil milhões de euros para o apoio a pequenas e médias empresas.

Está ainda prevista a distribuição de mais de 3 mil milhões de euros para o setor da saúde, 1,4 mil milhões para o ensino superior e investigação e ainda 2 mil milhões de euros de apoio ao turismo.

O decreto que estabelece a atribuição deste novo pacote de apoio foi aprovado ao fim de semanas de avanços e recuos na discussão entre os partidos que compõem a coligação de Governo.

Com quase 500 páginas, o decreto aprovado pelo Conselho de Ministros tem efeitos imediatos.

Migrantes irregulares na agricultura

O conjunto de novas medidas também inclui uma norma que permite aos migrantes irregulares a obtenção de documentos de trabalho temporário, de forma a possibilitar que sejam contratados como trabalhadores no setor agrícola.

O Movimento 5 Estrelas, que integra a coligação de Governo, lutou inicialmente contra a iniciativa, e o executivo de Conte esteve mesmo em risco de se desintegrar. Mas o partido acabou por ceder de forma a permitir a aprovação de todo o pacote de ajudas.

Esta medida concreta foi anunciada pela ministra da Agricultura, Teresa Bellanova, política italiana que assumiu como pessoal a aprovação deste ponto, já que ela própria começou por trabalhar nos campos em criança.

“Para muitos, este pode ser considerado um ponto sem importância, mas para mim e para a minha história é fundamental. A partir de hoje, os invisíveis serão menos invisíveis, os que foram brutalmente explorados nos campos poderão ter acesso a uma autorização de residência”, afirmou emocionada.

500 euros para cada família a pensar no turismo

Outra das ajudas de destaque tem em vista o apoio ao turismo. O executivo italiano aprovou a distribuição de um bónus até 500 euros, por cada agregado familiar, para gastar em férias no país.

A ajuda, que deverá ser adiantada pelas empresas do ramo do turismo, mas que será depois reembolsada pelo Governo, é reduzida a 300 euros para casais sem filhos e a 150 euros para quem viaja sozinho.

Prevê-se ainda o reembolso de 60% do valor de uma bicicleta ou trotinete elétrica, um incentivo do Governo a pensar na sustentabilidade e nos italianos que pretendem evitar os transportes públicos durante o desconfinamento.

A verba anunciada na quarta-feira soma-se aos 25 mil milhões de euros de apoio anunciados em março e assume proporções sem precedentes na história de Itália. O Governo de Roma prevê que o défice orçamental atinja os 10,4 por cento este ano.

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome